Documentos divulgados afirmam que Britney Spears vivia com medo e foi internada a força

O jornal The New York Times teve acessos a documentos confidencias do caso de Britney Spears e sua tutela, onde revelam diversos abusos por parte do pai da cantora, denunciados pela própria artista.

Segundo as informações obtidas pelo jornal, James Spears, pai de Britney, escolhia desde as cores dos armários da cozinha até seus namorados e amigos. A princesa do pop usou a palavra “obcecado” para descrever o estado do pai e tutor.

Em relação a sua fortuna, Spears reclamou dizendo que trabalhava duramente, muitas vezes sendo obrigada, mas “todos ao seu redor estão em sua folha de pagamento“. Britney revelou receber na época uma mesada de US$2 mil dólares (cerca de R$10 mil), mesmo com contratos milionários. “Ela está ‘cansada de ser explorada’“, revelou um investigador em um relatório de 2016.

>>> Segundo tabloide americano, fã de Britney Spears entra com ação judicial contra tutela da cantora

Em 2019, a interprete de “Toxic” revelou que precisou ser internada, contra a sua vontade, em uma clínica psiquiatria e que vivia constantemente com “muito medo“, pois qualquer deslize acarretava em consequências “muito severas“.

Segundo a própria artista, seu pai seria incapaz de cuidar de sua carreira e de sua fortuna de quase R$300 milhões. Em 2016, o advogado da cantora apresentou uma série de queixas contra James, entre elas a alegação de que ele possuía problemas com o álcool.

>>> Pela primeira vez em 13 anos, Britney Spears terá o direito de conversar pessoalmente com a corte sobre seu caso

Mesmo assim, o relatório divulgado recomendou a continuidade da tutela, mas deixava em aberto a possibilidade de independência no futuro. Hoje (23), Britney Spears participará remotamente de uma audiência para discutir sua tutela. Esse pode ser um passo promissor na liberdade da cantora.

Procurados pelo The New York Times, os responsáveis pelo pai da artista não quiseram comentar o caso.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<