beyoncé new york times

The New York Times aclama “Renaissance”: “América tem um problema e não é Beyoncé”

Diversos veículos de comunicação estão divulgando suas avaliações sobre o novo álbum de Beyoncé, “Renaissance”, e agora chegou a vez do The New York Times fazer sua crítica. Fazendo alusão à uma das faixas do sétimo álbum da cantora, “America Has a Problem”, o review diz: “América tem um problema e não é Beyoncé“.

O aclamado jornal destacou as fortes influências trazidas pela cantora no álbum, como a dance music e a cultura dos balls, lugar criado e frequentado pela comunidade negra e queer. “No sétimo álbum solo da estrela do pop, ela encontra escape, o renascimento, a comunidade, o prazer e o controle em décadas de dance music mergulhada na bravata negra queer“, reforça a publicação.

>>> Pitchfork rasga elogios ao “Renaissance”, atribui grande nota e projeto recebe o selo de Best New Music

Para o The New York Times, o “Renaissance” é “um álbum sobre performance” e destaca dois pontos: o passado de outros pops e a performance exclusivamente de Beyoncé. “Uma estrela que agora tem 40 anos, uma idade em que o risco é agir como se você não tivesse nada a perder“, comenta a publicação.

>>> “RENAISSANCE”: imprensa internacional aclama novo álbum de Beyoncé: “o renascimento dos clássicos negros”

Atualmente, o novo projeto da cantora se encontra com uma nota 88 no Metacritic, acumulando oito críticas positivas dos especialistas. Esse é o terceiro melhor desempenho de Beyoncé, baseado em notas, ficando atrás apenas do “Homecoming: The Live Album”, com 95, e do “Lemonade”, com 92.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets