Após ter suposta traição exposta na internet, Ludmilla recorre à Justiça e promete processar autores

O twitter foi palco de diversas confusões neste último fim de semana, chegando a envolver nomes como Anitta, Pabllo Vittar, Preta Gil, Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Beyoncé, Doja Cat e claro, Ludmilla e sua esposa a dançarina Brunna Gonçalves.

Segundo rumores criado por um perfil, Ludmilla teria tido caso com uma outra mulher enquanto estava namorando Brunna, entretanto, o perfil não informou nenhuma fonte válida, utilizando apenas suposições. O assunto ficou por horas nos assuntos mais comentados do Twitter e claro, chegando ao conhecimento da intérprete de “Numanice”.

Porém agora, quem quer as provas da traição é a própria Ludmilla, no ínicio desta tarde a cantora procurou a delegacia de crimes cibernéticos e registrou um boletim de ocorrência alegando calunia e difamação contra o responsável pela conta que inventou toda a história.

Ludmilla alertou ao perfil que estava se dirigindo à delegacia, mas em seguida, retirou a mensagem do ar. Confira:

Imagem

O responsável pela conta também excluiu a conta na rede social e o perfil não pode ser mais localizado, o que não impede a polícia de localizar o usuário da rede social.

Ludmilla se posicionou através dos stories do Instagram e deixou claro que não vai deixar o caso passar. Confira:

“Eu não ia falar nada, porque eu geralmente cago para essas mentiras, para essas bobeiradas. Só que eu estou de quarentena, não tenho nada para fazer, e quanto mais você caga para essas coisas, as pessoas acham que têm direito de ficar inventando mentira e falando merda por trás de um fake”,

“E hoje eu vou provar para essas três pessoas que elas não podem fazer isso, que a internet não é terra de ninguém, é terra de gente, sim. Eu estou indo na delegacia agora e as pessoas têm que começar a ter mais cuidado para mexer na internet. Sabe usar? Boa. Não sabe usar? Tchau, vai ter que pagar por isso”,

Ludmilla publicou uma foto chegando ao local, que é localizado no bairro do Jacaré, Rio de Janeiro.

Imagem
Foto: Reprodução