Xerife acusa Beyoncé de incitar o ódio e ser responsável pela morte de doze oficiais de polícia

Formation ainda está dando o que falar.

Hoje (17) um xerife do Tennessee, um dos mais tradicionais estados norte-americanos, acusou Beyoncé de ter incitado o assassinato de sete oficiais de polícia em suas casas:

“Nós perdemos de cinco a sete policiais e cinco xerifes desde o Super Bowl, sabe?”, sugeriu Robert Arnold“Nós todos sabemos que se você usa esse uniforme todos os dias, se torna um alvo.”

Arnold sugere, implicitamente, que a estrela pop, com seu novo single sobre empoderamento negro, causou revolta geral na população e causou a morte de seus colegas.

No clipe para a música, Beyoncé faz clara alusão à polícia e ao movimento dos Black Panthers bradando “Stop shooting us” – parem de atirar em nós, referenciando a velha opressão dos oficiais em comunidades negras e pobres.

“Com tudo que aconteceu desde o Super Bowl e o reforçamento da lei como um todo”, continuou Arnold, “nós estamos sendo ainda mais alvejados.”

 

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<