cena polêmica hbo max

Série cria polêmica ao mostrar protagonista tendo relações com ele mesmo: “perturbadora”; entenda

No último dia 15 de maio a HBO Max estreou sua nova série, “A Mulher do Viajante no Tempo“, e uma cena em específico vem chamando a atenção dos espectadores. O protagonista, Henry, viaja no tempo e aparece tendo relações sexuais com seu eu do passado. Confuso? Vamos te explicar!

A série, inspirada no livro de mesmo nome da autora Audrey Niffenegger, acompanha Henry e Claire, casal aparentemente perfeitos, porém, o protagonista sofre de um distúrbio genético raro que o faz viajar no tempo eventualmente. Ele não controla suas viagens, aleatoriamente viaja e passa dias, meses ou anos no passado ou no futuro.

>>>

Jensen Ackles se recusa a fazer cena específica em “The Boys”: “como um ser humano que se preze, não posso fazer isso”

Há cada viagem, o protagonista apresenta uma idade diferente e, em uma dessas, Henry volta aos seus 16 anos. Em uma conversa com Claire, o marido explica como seu pai descobriu seu distúrbio. Nessa cena, em flashback, o ator aparece despido na cama, coberto por um lençol e realizando atos sexuais em si próprio.

Nem explicando isso fica muito entendível, né? Vamos ver a cana então:

>>> Pela primeira vez, IBGE divulga dados sobre orientação sexual dos brasileiros

Para um crítico do Decider, Meghan O’Keefe, a cena é “tão perturbadora” e irá assombrá-lo pelo resto de sua vida.

“A Mulher do Viajante no Tempo” é protagonizada por Theo James e Rose Leslie e recebe novos episódios semanalmente, na HBO Max. Até o momento, dois episódios estão disponíveis e serão seis ao todo.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets