Saiba quais shows do Lollapalooza Brasil 2015 merecem ser assistidos

Pela quinta vez o Lollapalooza chega ao Brasil. Entre sábado (28) e domingo (29) dezenas de atrações passarão pelos diversos palcos do evento. O Portal Famosos Brasil separou algumas dicas de atrações que valem apena ser conferidas no evento ou pela internet.

Obviamente o conceito de imperdível varia de pessoa para pessoal, e seria exagero dizer que grande parte do público do festival estará lá para conferir um ou dois artistas em exclusivo. Ainda assim, essas atrações estão entre as que têm boas chances de agradar e agitar o público.

 Marina And The Diamonds

No primeiro dia não perca “Marina And The Diamonds“. A galesa não está muito acostumada a tocar para grandes plateias, mas acreditamos que Marina trará elementos mágicos, e com uma forma diferente de conduzir seu espetáculo, a expectativa é que Marina promoverá uma ópera pop, repleta de frutas e dotada de sua simpatia excepcional, com sua ótima voz e técnica vocal. O show também torna-se imperdível porque, além de ser a primeira vez da galesa em território nacional, ela também trará as canções do seu terceiro álbum de inéditas, “FROOT“, que deve sair duas semanas após o grande evento. Por fim, podemos esperar um show não somente com baladas, mas também muito agitado como os smash-hits: Primadonna e How To Be A Heartbreaker.

 

Major Lazer

 

2Outro show que devemos ficar de olho é o do Major Lazer. Diplo trás referências do funk carioca com traços da África para a sua música eletrônica. Podemos esperar um repertório frenético, com canções que farão você “twerkar” do início ao fim com sua apresentação. O cara manda muito bem quando o assunto é música, apaixonado pelo funk e EDM, podemos esperar remixes de M.I.A., Britney Spears e até mesmo Madonna, pessoas com que Diplo já trabalhou, como também os hits do grupo:”Pon De Floor“, “All My Love” com Ariana Grande e até mesmo seus trabalhos solos. Sem dúvidas um repertório recheado para animar o público de 80 mil pessoas.

St. Vicent

5Uma das artistas mais elogiadas pela crítica em 2014 e ganhadora de um Grammy ainda na última edição de domingo, 8, tendo seu mais recente disco “St. Vicent” sendo consagrado como “Melhor Álbum de Música Alternativa“, a americana já tem tradição em festivais ao redor do planeta abrindo shows de grandes e consagradas bandas do indie como The Black Keys, Arcade Fire, Andrew Bird, Jolia Holland e outros. ‘Digital Witness‘, ‘The Antidote‘, ‘b’, ‘I Prefer Your Love’, ‘Rattlesnake‘, ‘Krokodil‘ prometem conquistar o público que curte uma pegada mais retrô e alternativa, misturado com um timbre de voz grave característico da cantora e batidas esquizofrênicas que levam os ouvintes a um outro nível. No Brasil em poucos meses, Vicent promete ganhar muito mais fãs e admiradores do seu trabalho, que, aos poucos, atinge as bordas do mainstream de uma maneira inigualável.

Pitty

1A baiana que acabou flertando com o Rock, também estará agitando o palco de um dos festivais mais aguardados para 2015. Com o mais recente trabalho lançado ainda no ano passado, tendo uma ótima recepção, o místico e cheio de conceito “SETEVIDAS“, Pitty deve também, além de apresentar as novíssimas faixas, cantar como é aguardado músicas consideradas clássicos na história da música brasileira desde os anos 2000 e que obviamente faz parte da infância ou adolescência de muitos, como “Teto de Vidro“, “Admirável Chip Novo“, “Equalize“, “Na sua Estante“, “Máscara” e dentre outras que já bombaram e muito nas paradas de sucesso do Brasil nesses vários anos em que está na mídia, fazendo sucesso e colecionando fãs por onde passa com suas músicas, um rock tipicamente brasileiro.

Skrillex

3Um dos mais conceituados DJs do planeta e também considerado lá fora o Rei do Dubstep, Skrillex, promete agitar o Lolla com o que sabe fazer de melhor: muita música eletrônica e tirar as pessoas do chão. Seu último disco “Recess” está cheio de colaborações bastante legais e interessantes, como a mais recente extraída “Dirty Vibe” com o G-Dragon e CL. Além disso, ele provavelmente deve agitar aqui também com Diplo, seu companheiro de dupla, que ainda no ano passado, formou a Jack Ü, formado pelos dois e que aos poucos vem ganhando destaque mundial. Ele e muitos outros DJs prometem dar um clima diferente ao festival em anos, mais eclético, diferente dos outros anos que sempre focou com força e propriedade o alternativo e o que bomba de forma periféria na gringa. Fãs do evento tem em mãos um leque de possibilidades para ousar, tanto no indie, tanto no rock e agora com uma grande representatividade, o EDM.

Bastille

123Uma das bandas que irão se apresentar no Lollapalooza brasileiro este ano é Bastille, cujo nome se tornará tão memorável quanto aquela famosa prisão francesa do século XVIII após apenas uma dupla de canções. Mas ao contrário da “bastilha” original, Dan Smith e sua trupe mostram sinais de que não serão derrubados tão cedo. Donos de uma sonoridade rock alternativa que parecia estar em falta no cenário musical de 2013, o grupo emergiu da Inglaterra com o genial Bad Blood, e desde então esteve colhendo os bons frutos de um trabalho extremamente consistente e original que não acha inspirações apenas na era moderna, mas principalmente na clássica, com referências à Pompéia (cidade destruída por um vulcão) e também personagens mitológicos romanos. A combinação do lado mais comercial das canções com sua irreprimível arte conseguiu seduzir milhões de ouvintes ao redor do mundo, e a prova disto é o relançamento do álbum de estreia do grupo, All This Bad Blood, e os ânimos incontroláveis em torno do segundo projeto, que parece estar prestes a sair do forno. Bastille é uma boa pedida para sortudos que estarão presentes no evento. Eles com certeza conseguirão animar a galera com alguns de seus hits como Things We Lost in the Fire e Of the Night.

  • Shows para ficar de olho:

    Calvin Harris
    Alt-J
    Jack White
    Kongos

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets