Rico Dalasam comemora álbum com nova versão

Rico Dalasam uniu um time de respeito para comemorar os cinco anos de “Modo diverso”,  EP que marca a estreia da cena Queer Rap no Brasil. Jup do Bairro, Hiran, Bruna BG, Lucas Boombeat, Glória Groove, Murilo Zyesz, Di Cerqueira, Luana Hansen e Enme Paixão trazem novos ares para o álbum que impactou uma geração. Sua nova versão chega no próximo dia 18 às plataformas digitais através da Altafonte. 

“O Queer Rap é manifestação cultural. E mesmo se não houver a publicidade, os palcos, a premiação, continuará sendo manifestação cultural”, afirma Rico. O cantor e compositor ressalta que acredita muito no poder deste gênero musical. “Fazer isso ser entendido no Brasil é um sonho pra mim. Muito maior do que ver qualquer um de nós em publicidades, premiações”, afirma o cantor, que acabou de ganhar o Prêmio Multishow de Melhor Música com “Braille” – parceria com Dinho Souza. 

Esteticamente, o EP segue com timbres e acabamentos de 2015, com mesma produção assinada por Filiph Neo. “A ideia é entender como este EP produzido, gravado e finalizado numa casa de telhas na Vila Joaniza vai soar nos dias atuais. E trouxe para somar, nomes que fazem coisas extremamente sinceras, que eu queria trocar dentro dessa história e que espero encontrar no futuro”, justifica. 

O novo “Modo diverso” serve como mais uma chance para ouvir e entender em cada rima a vivência desses artistas que fazem um movimento essencial para a música brasileira. Por isso, Rico passou os últimos meses imerso no primeiro álbum, buscando além de comemorar os cinco anos do EP, entender o que mais pode ser feito para o Queer Rap ser realmente compreendido como manifestação cultural.

Ano que vem, Rico chega com mais novidades. A segunda parte do álbum “Dolores Dala Guardião do Alívio” está quase pronta e virá naquela intensidade, com aqueles versos cortantes, bem ao estilo Dalaboy de fazer cultura.