REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira

Precisei me ausentar por duas semanas da coluna por conta de motivos pessoais, mas estou de volta em uma semana animada e muito aguardada pelo mundo todo, com o grande retorno da maior estrela da atualidade, Adele. Depois de seis longos anos, a britânica iniciou sua nova era e, como já era de se esperar, foi o grande destaque entre os lançamentos dessa semana.

O pop nacional não ficou de fora e, embora Anitta já possa ser considerada diva mundial, a artista saiu da nossa terrinha e precisamos exaltar esse fato. A cantora lançou mais um single do álbum “Girl From Rio” e dividiu opiniões. Já Gloria Groove optou por seguir outro caminho depois de “BONEKINHA” e trouxe uma sonoridade inédita com “A QUEDA”. Esses são só alguns destaques da semana, ainda tem muito mais, e ao final eu deixei duas indicações de músicas incríveis para você, espero que goste.

Adele – Easy On Me

Seis anos depois e Adele segue sem nos decepcionar. Qual a novidade? Além de uma letra incrivelmente linda e tocante, a melodia de “Easy On Me” encanta qualquer pessoa e prova – mesmo sem necessidade de provar nada a ninguém – que a britânica é um dos maiores nomes da música atual, sem fazer esforço nenhum.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
Adele tem o poder de tocar qualquer pessoa. Eu nem tenho motivos para sofrer por amor e ela me faz parar e refletir minha vida com apenas uma música (Imagem: Steven Meisel)

É o melhor lead single da carreira ou eu apenas saturei muito “Hello” na época do “25”? Acho que podemos colocá-los juntos no topo. É isso, Adele não precisa se reinventar ou inovar a cada era, o povo aclama do mesmo jeito e a qualidade se mantém sempre no máximo.

Anitta Faking Love (feat. Saweetie)

O novo single de Anitta é uma ótima escolha para abrir caminho para seu novo álbum. Refrão chiclete, batida de funk mais do que contagiante e um verso impecável de Saweetie. A faixa não é completamente sem defeitos, seu refrão super repetitivo tem seus pontos positivos, como citei anteriormente, mas pode soar cansativo em alguns momentos.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
Ela entregou coreografia no clipe e isso era tudo o que eu sempre quis (Imagem: Divulgação/Twitter)

Todos concordamos que ela já lançou trabalhos melhores, como o single anterior a esse, mas “Faking Love” tem a mesma essência de “Terremoto”, parceria com MC Kevinho, que se lançou fraco e foi contagiando aos poucos. Acredito que essa música conseguirá fazer um barulho na gringa e até virar trend entre os vídeos de dança.

Gloria Groove – A QUEDA

Gloria Groove se jogou em uma sonoridade nova com “A QUEDA” e, embora não seja o estilo de música que eu mais consuma, estou sendo obrigado a abrir uma exceção. Acreditava que não seria um single que eu tocaria no meu dia a dia ou que daria play diversas vezes ao dia, mas em 24 horas foi um dos lançamentos que eu mais ouvi e não paro de cantar seus versos aleatoriamente.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
Com uma videografia impecável, a GG conseguiu se superar e lançar o clipe da carreira na era “Lady Leste” (Imagem: Reprodução/Divulgação)

A música é bem conceitual, com uma temática circense e creepy ao mesmo tempo, remetendo muito a trabalhos de Melanie Martinez na era “Cry Baby” e até da novata Bella Poarch. E como grande fã da série, senti uma inspiração na quarta temporada de “American Horror Story”, não só visualmente falando. O single me deixou bem curioso para ouvir o “Lady Leste” completo, ainda mais porque segue por um caminho bem diferente do anterior, “BONEKINHA”.

AURORA – Giving In To The Love

Estou começando a acompanhar o trabalho da AURORA por influência do meu namorado, então sou meio leigo nesse assunto, mas mesmo assim vou comentar sobre seu single novo. Eu já havia curtido “Cure For Me”, bastante por sinal, mas com “Giving In To The Love” tive uma recepção diferente.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
Sempre tive um pé atrás com a cantora e só nessa era que percebi que estou deixando passar uma grande artista (Imagem: Reprodução/YouTube)

Não sei ainda qual música me agradou mais de primeira, mas a produção e melodia da segunda me contagiou demais e amei a vibe alto astral que ela transmite.

Coldplay – Music Of The Spheres

Em seu nono álbum de estúdio, o Coldplay se reinventou e decidiu fazer uma jornada intergalática cheia de conceito, mas eu acho melhor você focar apenas nas músicas mesmo,, para não se decepcionar. O “Music Of The Spheres” é um grande álbum, com várias faixas realmente boas e bem produzidas – afinal estamos falando de Max Martin – algumas surpresas e muitas interlude desnecessárias.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
A estética e a ideia são boas, o resultado também, mas eles não conversam entre si (Imagem: Divulgação/Reprodução)

Chirs Martin e companhia prometeram um álbum alternativo e conceitual, mas na verdade é um grande trabalho pop, bem diferente do que a banda já lançou anteriormente. Isso é ruim? Jamais, apenas não entrega o que se propuseram a entregar, podendo frustrar alguns fãs. Deixando o conceito e algumas letras toscas de lado e focando na experiência sonora que o álbum traz, “Music Of The Spheres” contagia do início ao fim.

A parceria com o BTS, “My Universe“, é a música mais pop e comercial do projeto, também uma das mais legais entre as 12 faixas. “Let Somebody Go“, com Selena Gomez, é uma balada incrivelmente interessante, realmente muito bem produzida e vale a pena destacar os vocais quase angelicais da cantora. “Biutyful” fecha o top 3 com uma voz cheia de auto tune, simbolizando um alien cantando, mas que lembra claramente os esquilos do filme “Alvin e os Esquilos”. Das doze faixas, apenas sete são realmente músicas, sendo as outras cinco interlude, algumas bem trabalhadas e necessárias, já outras completamente perdidas no meio do álbum. Para finalizar, vale destacar a faixa “Coloratura“, que encerra o projeto. Uma grande música, bem produzida, mas que com dez minutos de duração acaba sendo meio ignorada pela geração streaming.

The Wanted – Rule The World

Quem diria que eu estaria fazendo um review de The Wanted em 2021, né? Mas cá estou eu para falar de “Rule The World” primeiro lançamento inédito do grupo em sete anos. Para quem gosta de música dançante, com uma pegada Avicii e companhia em 2013, é basicamente isso que você sente ao ouvir esse single.

REVIEW: entre melancolia e funk internacional, divas do pop são os grandes destaques da semana; confira
Cresci ouvindo o grupo e estou curioso para ver o que eles vão trazer no meio dessa nova geração do pop (Imagem: Divulgação/Reprodução)

Música super dançante, com uma letra bem simples – até demais – mas com uma mensagem bonita, sobre não deixar de ser quem você é e não perder sua essência. Embora a composição seja interessante, a pobreza de palavras me fez focar apenas na melodia da música.

Recomendações

NETTA – CEO

Conheci a NETTA recentemente e essa semana ela lançou seu novo single, “CEO“, com uma melodia inspirada no funk brasileiro. A música é super alto astral, empoderada e o clipe apresenta uma coreografia simples e bem trabalhada. Para quem não sabe, a artista é israelita e venceu o Eurovison em 2018. Vale a pena ficar de olho na sua carreira.

Foxes – Dance Magic

A Foxes é uma das artistas mais injustiçadas da atualidade. Você com certeza já ouviu, pelo menos, uma música dela. Lembra de “Clarity”, do Zedd? Aquela voz maravilhosa é dela. Essa semana, a britânica lançou seu novo single, “Dance Magic“, e para quem curte um bom pop dançante, essa é a escolha ideal. Lembrando músicas da Carly Rae Jepsen e aquele pop nostálgico de 2010, a música fala de amor e término de relacionamento.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<