"Eu sou gay na minha arte, e hétero na minha vida" – dispara James Franco

Sem dúvida alguma, James Franco é um dos atores mais polêmicos do mundo cinematográfico. O astro que atualmente está promovendo o longa “I am Michael” que tem a temática gay, voltou a falar sobre sua sexualidade, desta vez para a revista Four Two Nine.

De acordo com James, sua sexualidade depende de como as pessoas definem o termo “gay“, e para explicar sua afirmação ele justificou da seguinte forma:

“Prefiro pensar que sou gay na minha arte e hétero na minha vida. Sou gay na minha vida até a hora da penetração… então, você poderia dizer que sou hétero”.

A resposta partiu da pergunta da revista que questionou se James Franco transava com homens ou mulheres. Percebendo que a resposta ficou um pouco confusa, ele explicou:

Bem, eu acho que depende de como você define gay. Se isso significa com quem você faz sexo, eu acho que eu sou hétero. Mas na década de vinte e trinta, eles costumavam definir homossexualidade pela forma como você age e não por quem você dormiu. Marinheiros transavam com caras o tempo todo, mas por se comportarem de maneira masculina, eles não eram considerados gay.

No seu novo longa, I Am Michael, James interpretará Michael Glatze, um ativista dos direitos homossexuais que passa a condenar sua própria condição, arranja uma namorada e transforma-se em pastor ferrenho na luta contra os gays.

 

 

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets