Em uma série de tweets, cantora M.I.A declara ser antivacina e é criticada na internet; confira

A cantora/rapper M.I.A, de 44 anos, resolveu desabafar no seu Twitter em relação a um assunto bem polêmico. Em uma série de tweets, a interprete de “Bad Girls” afirmou ser antivacina.

M.I.A chegou a dizer que prefere morrer do que fazer uso de vacinas, o que acabou pegando muita gente de surpresa. Confira:

“Se eu tiver que escolher entre a vacina ou o chip, eu prefiro escolher a morte – YALA”

Em outro tweet, a cantora tenta argumentar sobre não aderir a vacinas, e explica que o motivo é o seu filho, Ikhyd, que tem 11 anos. Veja:

“Sim, na América, eles me fizeram vacinar meu filho antes da admissão na escola. Foi à coisa mais difícil. Não ter escolha sobre isso como mãe. Eu nunca quero sentir isso novamente. Ele ficou tão doente por 3 semanas, que os médicos tiveram que dar antibióticos para reduzir a febre de três vacinas”.

A cantora continuou sendo criticada nas redes sociais, mas, mesmo assim se manteve na sua opinião, na qual pretender nunca aderir a vacinas.

Sobre o autor: /

Amante do mundo pop, com uma queda em específico por música POP e K-POP (eu que lute). Paulista de 23 anos, e futuro publicitário. @igorpereiracordeiro