TIME elege Lizzo como Artista do Ano: “ela é tudo que você quer que ela seja”

TIME elege Lizzo como Artista do Ano: “ela é tudo que você quer que ela seja”

Com 2019 chegando ao fim, todos querem olhar para trás e ver o que de bom aconteceu ao longo do ano. A revista TIME decidiu eleger as pessoas que se destacaram durante 2019 e no meio do entretenimento temos ela, Lizzo, uma das maiores descobertas do ano.

A TIME não poupou palavras para elogiar a cantora, descrevendo-a como “todos os sinônimos de grande, divertida e efervescente” – não necessariamente no sentido literal das palavras.

    Perguntada sobre um dos motivos dela ter estourado esse ano – já que Lizzo está na estrada há quase 10 anos -, a cantora afirma que sempre fez músicas “positivas” e, hoje em dia, isso é visto como mainstream.

    “A cultura mudou. Haviam muitas coisas que não eram populares, mas existiam, como a positividade do corpo, que a princípio era uma forma de protesto por corpos gordos e mulheres negras e agora se tornou uma coisa comercial e moderna.”

    Sobre um show ao vivo de Lizzo, a TIME compara com um momento na “igreja do amor próprio”. A revista ainda destaca o momento atual que vivemos, onde a internet não tem limites no hate – sendo comparada a um “banheiro assustador” – e afirma que Lizzo era “um feixe de luz brilhando através da destruição”.

    Em meio a vários elogios, a TIME destaca a mensagem da cantora, onde ela afirma que “você já é suficiente”. A revista continua falando que Lizzo transmite a mensagem de auto aceitação ao longo de suas músicas, pedindo para todos se amarem, mesmo que o mundo não retribua sempre.

    “Nós precisamos dela.” – afirma Samantha Irby

    Para Samantha Irby, quem escreveu toda a matéria sobre a cantora na TIME, ver a Lizzo no Instagram é como uma “injeção de adrenalina emocional”. A escritora comenta que as pessoas sempre foram condicionas a esperar o “bom gordo” e que Lizzo transmite segurança em seu amor ao corpo abertamente.

    Mas se engana quem acha que, por amar seu corpo nas redes sociais e músicas, Lizzo está sempre 100% feliz com ele. A cantora afirmou que não foi um ano fácil para ela em questão de aceitação. Segundo Lizzo, ela não se sentia sexy com seu corpo e, em muitos momentos, acabou desmoronando e chorando. “Eu estava ficando muito doente”, afirma Lizzo.

    Além desse lance de auto aceitação com seu corpo, Lizzo teve que lidar com as pressões da fama, ao mesmo tempo. Segundo ela, não queria ser famosa, queria ser como Brandon Boyd da banda Incubus, e ir ao mercado normalmente.

    A revista TIME encerra mostrando que, mesmo cantando sobre auto aceitação, Lizzo é apenas um ser humano como todos os outros, que também passa por dificuldades e nem sempre está contente com seu “eu” pessoal.

    >>> Curta o PFBR no Facebook

    Siga o PFBR no Twitter <<<