Criador do Prêmio Jovem Brasileiro, Guto Melo fala sobre projetos voltados aos jovens

Olhar para os jovens é uma tarefa pensando no amanhã. Com esse objetivo, em 2001, o empresário e comunicador Guto Melo apresentou ao mundo o Prêmio Jovem Brasileiro. Consagrado como um dos grandes eventos voltado ao público jovem o evento marca em 2021 sua 20ª edição.

Para Guto Melo, o PJB vai além de um sonho, embora tenha surgido literalmente durante o sono. Segundo Guto Melo, foi a partir disso que ele resolveu pôr em prática. “O premio nasceu por uma forma bem diferente, foi um sonho que eu tive no meio da noite, acordei 3h da manhã com o nome Prêmio Jovem na cabeça e aí escrevi num papel, no dia seguinte eu vi e fui pesquisar na internet”, disse o empreendedor. “Vi que tinha o dia do jovem e ninguém fazia nada, vi que tinham outras datas também; tem o dia internacional do jovem trabalhador; tem o dia da juventude; tem o dia mundial da juventude; tem o dia da juventude no Brasil e eu falei: ‘cara, ninguém faz nada pros jovens, ninguém tá fazendo nenhum evento, nenhuma festa, vamos comemorar isso de alguma forma. E aí o premio nasceu com isso, pra gente poder homenagear e destacar os jovens em varias áreas”, conclui Guto.

Prêmio Jovem Brasileiro. Foto: Divulgação

Objetivando enaltecer os jovens em diversas áreas, desde a TV e a música ao empreendedorismo, esporte e na área social, o Prêmio Jovem Brasileiro se consolidou como referência em todo o país. “Para ganhar PJB ele tem que ser um jovem, e um jovem que esteja fazendo alguma coisa boa para a sociedade.”, conta Guto Melo.

Com foco voltado para o ambiente web, Guto relembra que nestes 20 anos de evento, muito mudou no seu processo de apuração. Em meio à uma internet mais escassa, ele ia às ruas para, manualmente, fazer as pesquisas que baseavam os vencedores das primeiras edições. “O PBJ sempre foi feito no ambiente da internet, por mais que lá no passado eu fazia na prancheta. Eu pegava a prancheta, ia à Avenida Paulista e perguntava pra os jovens: ‘Quem que você gosta de ator? Quem é o melhor cantor?’, então agora com a tecnologia, com a internet, o prêmio é 100% internet e transmitido pelo internet. A gente usa todos os canais pra isso.”, revela.

Apresentadores

Rodrigo Faro. Foto: Divulgação

Nomes como Serginho Groisman, Caio Castro e Wanessa Camargo são alguns dos nomes convidados para apresentar o evento nesses 20 anos. A última edição, que aconteceu em sistema drive-in (com estacionamento de carros), no Allianz Parque, em São Paulo, contou com uma parceria exitosa entre Guto Melo e Rodrigo Faro, maior nome da RecordTV. Mas para quem não sabe, até o sexto ano, era o próprio empreendedor o responsável pela apresentação do prêmio. “Da primeira edição até a sexta era eu que apresentava. Sempre fiquei à frente porque era muito escassa a questão de patrocínio. Por mais que a gente sempre tenha tido marcas, o custo do evento é muito alto, aí a gente deixava e eu acabava apresentando as edições”.

Foi em 2007, em uma manobra ousada, que tudo mudou. Focado em aliar a marca a pessoas que tenham referência no mundo jovem, Guto convidou o apresentador Serginho Groisman para comandar a premiação. “Em 2007 eu falei: cara, eu quero ficar na produção do evento e pra apresentar quero alguém que seja a figura representativa dos jovens, que todo mundo lembre isso. E aí veio a ideia de contratar o Serginho Groisman”.

Antes das parcerias com marcas, Guto assume que vendeu o carro para poder pagar o cachê do apresentador. “Vendi meu carro, para poder contratar o Serginho. Não tinha patrocínio fechado, dez dias antes do evento fechei um patrocínio, ou seja, o carro que eu vendi consegui recuperar o valor e o Serginho veio, apresentou e desde então todos os anos a gente conta algum ícone, alguma celebridade e personalidade apresentando o evento. Então, no começo não foi, mas depois e um tempo todas as edições, cada ano a gente tem alguém de nome, alguém que possa representar e falar com o publico jovem diretamente.”, relembra Guto.

Instituto Sou Mais Jovem

Guto Melo e Rodrigo Faro. Foto: Divulgação

Focado no desenvolvimento do jovem, Guto agora está à frente do Instituto Sou Mais Jovem, uma iniciativa sem fins lucrativos que visa ajudar no desenvolvimento dos jovens. Com grandes nomes como embaixadores, como a cantora Ivete Sangalo, a ONG ajuda no desenvolvimento do público alvo com trabalho de fomento ao voluntariado, desenvolvendo projetos de empreendedorismo, relação com o meio ambiente e proteção animal, cuidados com a terceira idade, entre outros, como investimentos em cursos de capacitação em mão de obra de auxílio, como pinturas e pequenas reformas, além da parte cultural, de educação e sociabilidade.

“O instituto está caminhando, o inicio dele foi em uma conversa minha com o Chorão, do Charlie Brown Jr., no palco do PJB. A gente acabou virando uma coisa que seria só um selo Sou Mais Jovem, virou um instituto e hoje está frente do PJB, a Zapping faz a produção, a gente tem as divisões, mas tudo se conversa, está tudo junto e a gente acaba tendo uma sinergia muito grande. A gente um foco em eventos de infoprodutores que é a galera que tem curso na internet e tudo mais. A gente faz os eventos ao vivo e é bom que a gente consegue mergulhar nas ideias do PJB. Então a Zapping, o Instituto Sou Mais Jovem e o PJB, tudo se conversa e tá todo mundo na mesma panela fazendo um caldeirão bem legal”, explica.

“Uma coisa foi puxando a outra. Primeiro veio a agência e logo na sequencia veio o PJB e aí com o PJB veio o Instituto Sou Mais Jovem e agora recentemente eu fui convidado pra ser coordenador de eventos digitais daqui da cidade de São Paulo, pela prefeitura. Então tem que administrar quatro ações, agencia, PJB, instituto e agora essa coordenadoria de eventos digitais. Então tá uma loucura, um malabarismo total, mas tudo acaba se conversando. E a Zapping, além de fazer o PJB, a gente tem outra premiação, que é o Digital Alwards que é uma premiação só pra o mundo digital”, finaliza Guto Melo.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<