Camila Cabello fala sobre saúde mental e revela sua luta contra TOC e ansiedade

Recentemente, Camila Cabello abriu o coração para a WSJ Magazine e falou sobre suas dificuldades que ela enfrenta, e que tentou esconder do público: transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e ansiedade.

“Se algum de vocês estiver passando por um período difícil com sua saúde mental, por favor, fale. Vivemos em uma cultura que busca por uma perfeição inatingível.” – disse ela durante a entrevista.

A cantora de 23 anos, revelou que hoje lida melhor com a doença, e que busca por melhoras com exercícios e atividades: “Trabalhei muito todos os dias, durante meses. Com a ajuda da terapia cognitiva-comportamental, meditação, respirando e cuidando do meu corpo. Não estou naquela guerra interna em que um dia estava.” – revelou.

A interprete de “Havana”, contou como se sentia antes de assumir seu real estado, e disse que tinha vergonha de se abrir: “Eu estava envergonhada. Não queria que as pessoas que pensavam que eu era forte, capaz e confiante – as mesmas que mais acreditavam em mim – descobrissem que me sentia fraca.” – contou Cabello.

A cantora pop Camila Cabello, falou abertamente sobre o seu Transtorno-Obsessivo Compulsivo (TOC). Sabia mais em http://bit.ly/TOC-Camila#SociedadeContraPreconceito #SaúdeMental

Publicado por Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP em Quarta-feira, 2 de maio de 2018

Ela ainda completou: “É difícil estar presente para os outros quando você está apenas tentando ficar bem você mesmo”. Depois continuou: “Havia algo doendo dentro de mim, eu não tinha o poder de curar e lidar com isso. Para curar tive que falar sobre. Negar meu sofrimento, me repreender não ajudou em nada. Eu precisava dizer essas quatro palavras revolucionárias: “Eu necessito de ajuda.”. – continuou falando.

Em um dos momentos mais difíceis, Camila disse que seu corpo passou a ser afetado: “Também me afetou fisicamente. Eu não conseguia dormir por muito tempo, tinha um nó constante na garganta, dores de cabeça crônicas e meu corpo passou pelo que pareciam vários passeios de montanha-russa todos os dias.” – finalizou.