Anitta fala sobre “Girl From Rio” e “Faking Love”: “É incrível, mas acredito na próxima como o grande hit do meu álbum”

Anitta fala sobre “Girl From Rio” e “Faking Love”: “É incrível, mas acredito na próxima como o grande hit do meu álbum”

Anitta promoveu uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira para falar sobre o lançamento do terceiro single do “Girl From Rio”, “Faking Love”, faixa em colaboração com a rapper Saweetie.

Não faz nem um dia que a nova faixa da cantora brasileira saiu, mas os fãs já estão antenados para o próximo lançamento de Anitta, que deverá acontecer somente em janeiro. Quando foi questionada sobre “Faking Love” e se a canção era o grande hit do disco, Anitta explicou como o terceiro single vai atuar dentro da era “Girl From Rio”.

>>> Diretores do novo clipe de Anitta e Saweetie já trabalharam com Lil Nas X, Dua Lipa e Rosalía; confira produções

Não acredito que “Faking Love” seja o maior hit do álbum. O que acontece, a música que tanto eu como a minha gravadora que a gente mais acredita é a próxima, só que a gente queria antes de lançar a que a gente mais acredita, a gente queria ter material na rua pra construir a minha identidade, pra quando essa música que a gente acreditar sair e a gente impulsionar ela com tudo, se ela realmente se tornar o hit que a gente acredita que vai… Eu já tenho um material antes. Então ninguém acredita que “Faking Love” seja o grande hit do álbum, nem eu, nem meu empresário e nem minha gravadora.” explicou Anitta.

A cantora também deixou claro que a colaboração com Saweetie é uma música incrível, que teve seu devido investimento, que Anitta se dedicou na coreografia e tudo mais.

É uma música muito boa, que passa uma credibilidade muito legal, de um trabalho super bem feito, que tem a personalidade do Brasil, um novo ritmo, uma nova proposta. Eu dançando super bem no clipe, super diferente, os vocais super legais e a letra que fala muito sobre meu jeito. Então nós temos estas três músicas, “Me Gusta”, “Girl From Rio” e “Faking Love” pra criar uma base nas rádios.”

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<