Taylor Swift revela que foi impedida de performar suas músicas antigas por Scotter Braun

Taylor Swift foi eleita Artista da Década pelo American Music Awards e deveria performar um medley dos grandes hits de sua carreira na premiação que ocorre no próximo dia 24.

Mas parece que não será bem isso que irá ocorrer. A artista foi às redes sociais explicar a seus fãs que Scooter Braun e Scott Borchetta estariam a impedindo de cantar suas próprias músicas e se utilizando de chantagem, dizendo que a única forma de liberarem a apresentação é se ela garantir que não irá regravar seu catálogo, o que ela já disse ter a intenção de fazer.

Confira o comunicado:

“Pessoal, foi anunciado recentemente que o American Music Awards iria me honrar como artista da década. Eu estava planejando performar um medley de meus sucessos nesta década. Scooter Braun e Scott Borchetta estão dizendo agora que eu não estou autorizada a apresentar minhas próprias músicas na televisão, porque eles insistem que estarei regravando meu catálogo antes do prazo, no próximo ano”.

Além disso, a cantora revelou que tinha um documentário sobre sua vida pronto para ser lançado pela Netflix, mas o projeto também estaria sendo barrado:

“Essa não é a forma que eu planejei contar para vocês, mas a Netflix criou um documentário sobre minha vida nos últimos anos; Scooter e Scott impediram o uso de minhas antigas músicas ou performances para este projeto, mesmo que em nenhum momento eu os mencione ou mencione a Big Machine Records”.

Segundo ela, eles a estariam chantageando para impedí-la de regravar seu catálogo:

“Eles comunicaram meu time que permitiriam que eu usasse meu material se fizesse estas coisas: concordar em não regravar meu portfólio (algo que eu tenho amparo legal para fazer e estou muito animada) e também disseram que eu deveria parar de falar sobre eles”.

Sobre o autor: /

Editor-chefe do Portal Famosos Brasil