Revolucionando a indústria novamente, Taylor Swift retoma mais uma parte de seu legado; ouça “Red (Taylor’s Version)”

Revolucionando a indústria novamente, Taylor Swift retoma mais uma parte de seu legado; ouça “Red (Taylor’s Version)”

Taylor Swift acaba de dar mais um importante passo em sua carreira. A mais recente vencedora do Grammy de Álbum do Ano liberou a segunda regravação completa de um de seus álbuns. O escolhido da vez foi um dos queridinhos dos fãs – e da própria Taylor – o “Red”, lançado originalmente em 2012.

>>> Taylor Swift posta vídeo aclamando Shania Twain e levanta suspeitas de colaboração

Com 30 faixas, sendo 20 delas presentes na edição deluxe do disco, além das regravações de “Better Man” (lançada posteriormente pelo grupo Little Big Town) e “Babe” (que foi lançada pelo duo Sugarland). Também está presente na nova versão do álbum o emotivo single “Ronan”, uma das faixas mais tocantes da carreira de Swift.

Ainda há as canções “From The Vault”, que contam com a participação de Phoebe Bridgers, Ed Sheeran e Chris Stapleton. Fechando o disco, a famigerada e aguardada versão de 10 minutos da clássica “All Too Well”.

Com “Red (Taylor’s Version)”, Swift busca retomar o controle de seus masters, vendidos ao seu desafeto, o empresário Scooter Braun, juntamente com sua antiga gravadora, a Big Machine Records. Mesmo com o empresário já tendo repassado o catálogo para um fundo de investimento, a cantora faz questão de regravar seu material para que ele não receba nenhuma porcentagem dos lucros.

>>> DE SURPRESA! Taylor Swift lança regravação de “Wildest Dream”, presente no “1989 Taylor’s Version”; ouça

A agenda da cantora será bastante agitada nos próximos dias, com a divulgação do “Red” se comparando à um lançamento de inéditas. Já estão confirmadas participações nos programas The Tonight Show with Jimmy Fallon, Late Night with Seth Meyers e Saturday Night Live. Além disso o curta metragem da versão estendida de “All Too Well” será lançado às 21 horas desta sexta-feira (12).

Ouça:

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<