Sucesso na internet, Antônia Fontenelle pode ter programa na TV aberta

Sucesso na internet, Antônia Fontenelle pode ter programa na TV aberta

Ela é atriz, produtora, apresentadora e youtuber. Sempre foi linda, decidida, com personalidade forte e muito polêmica. Sua marca é a sinceridade e opinião formada sobre absolutamente tudo. Seria um desperdício de talento reduzir Antônia Fontenelle a viúva do ex-diretor e ator Global, Marcos Paulo, morto em 2012. Ela é na verdade, uma das mulheres mais influentes do Brasil.

De perspicácia ímpar, Antônia se destaca no YouTube em seu programa de entrevistas ‘Na Lata’. Não por acaso, o programa é conhecido pelas entrevistas que vão além do formato convencional de perguntas e respostas; o ‘Na Lata’ é um quadro em que entrevistadora e convidados se sentem à vontade para falar a verdade e deixar suas opiniões muito claras, na lata.

Desenvolvido por Fontenelle, estreou em 2014 tendo como primeiro entrevistado o jornalista, colunista e até então desafeto, Léo Dias. Eram dois polêmicos de língua afiada juntos dividindo o começo de um projeto. A entrevista foi regada a acidez, trocas de farpas e lembranças das desavenças entre os dois. O público adorou e aprovou. Léo Dias foi o trevo da sorte que já estava garantida: mais de meio milhão de visualizações no vídeo de estreia.
Antônia acertou em cheio no ‘Na Lata’ e fixou seu quadro na agenda brasileira. Toda segunda e quarta-feira às 21 horas tem vídeo novo no canal ‘Na Lata com Antonia Fontenelle’. Fãs, jornalistas, críticos, colunistas, amigos, inimigos, haters, trolls e toda a comunidade da internet fica à espera de mais uma entrevista polêmica, reveladora e de opiniões fortes e contundentes.

Com mais de dois milhões de inscritos, suas entrevistas atingem números impressionantes. Há um mês, a entrevista com Pétala Barreiros, ex-mulher do empresário Marcos Araújo, dono da AudioMix garantiu 1,7 milhão de visualizações. Fontenelle ainda foi adiante, ofereceu ajuda e apoio a influencer ameaçada pelo ex-marido, rendeu muitas reportagens sites brasileiros afora. Um estouro que ficou longe da sua maior marca: há dois anos, a entrevista com a ex-mulher de Wesley Safadão, Mileide Mihaile atingiu quase 9 milhões de visualizações e 755 mil likes. Na época, os desacordos do ex-casal eram a notícia do momento.

O segundo vídeo mais visto do canal foi com Sarah Poncio, uma das integrantes da família que ficou conhecida por muita pegação e traição. A entrevista teve 6 ,5 milhões de views. O quadro #NACAMADAGATA também teve números impressionantes. A entrevista com Léo Stronda teve 5,1 milhões de visualizações. Isso, em apenas 20 minutos. A conversa aconteceu depois de um nude de Léo ter vazado. O ‘Na Lata’ com o presidente Jair Bolsonaro foi o quarto mais visto do canal, com 4,2 milhões de visualizações.

No que depende de Antônia, as entrevistas invariavelmente atingem marcas expressivas e se tornam assunto nos sites de notícia no mesmo dia. A outra parte fica por conta do entrevistado. Precisa ter assunto, estar disposto a tocar nas feridas, falar a verdade e claro, ter carisma para cair nas graças do público fiel da Lady.

Mas, por que a dona desses números não está na TV aberta? Cabe e precisa de mais uma Lady nesse espaço que está ficando meio desfalcado. Fontenelle é a receita completa e pronta para o sucesso de um programa de TV: tem público, patrocinadores, fãs, crítica e talento. E se as previsões para 2021 se confirmarem, antes que o primeiro semestre comece ela estará reinando na tela da TV aberta brasileira para a alegria do Brasil inteiro.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<