Em novo comunicado, Paulo Gustavo apresenta evolução positiva em seu quadro clínico

O braisl segue torcendo pela vitória de um dos rostos mais caricatos do Brasil, o ator e humorista Paulo Gustavo, que vem lutando contra sua infecção por COVID-19 há quase dois meses.

Após ser internado e ser imediatamente ser submetido ao procedimento de ventilação mecânica e logo em seguida sendo necessário o procedimento conhecido como ECMO (ou Oxigenação por Membrana Extracorpórea), já que a ventilação mecânica não estava apresentando a melhora esperada pelos médicos.

No fim desta tarde, a assessoria de Paulo emitiu um novo comunicado, reforçando que já faz sete dias que o ator não apresenta sinais negativos, apresentando apenas uma pneumonia bacteriana, que foi imediatamente tratada, mas nada que afetasse o quadro do humorista.

Confira o comunicado na íntegra:

“Há cerca de sete dias não surgem complicações relevantes, fato que aumenta as nossas esperanças na boa recuperação do paciente. Entretanto, como em outros casos graves, ocorrem oscilações no estado geral, demandando reajustes nas medicações, na ventilação mecânica e na ECMO, o que ainda determina a vigilância constante da equipe multiprofissional.”

Em outro trecho do comunicado, a assessoria falou sobre a pneumonia bacteriana que Paulo adquiriu durante o processo e confirmou a informação de que o ator estava interagindo, que anteriormente foi passada pela amiga e diretora, Suzana Garcia:

Ontem foi detectada uma nova pneumonia bacteriana, que já está sendo eficientemente tratada. Apesar disso, evidências de melhora na função pulmonar têm surgido. Em alguns momentos, o paciente mostra sinais discretos de interação com o meio, apesar do uso de sedativos.

Ainda não há prazo de alta médica para o humorista, mas devido a o estado que ainda requer bastante cuidado, Paulo deverá continuar com o tratamento intensivo pelos próximos 15 a 30 dias.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<