Nicki Minaj reafirma que foi convidada pela Casa Branca para tirar dúvidas sobre vacina e questiona saúde dos Estados Unidos

Nicki Minaj reafirma que foi convidada pela Casa Branca para tirar dúvidas sobre vacina e questiona saúde dos Estados Unidos

O nome de Nicki Minaj se tornou o mais comentado das últimas 24 horas desde que a Rainha do Rap deu algumas declarações em relação à vacina contra COVID-19, que foram consideradas polêmicas até pelos próprios fãs da artista.

Nicki havia revelado que ainda não tinha se vacinado contra a COVID-19 e explicou que estava receosa em relação aos efeitos colaterais do medicamento, principalmente agora, fazendo pouco tempo que se tornou mãe. Até aí, as opiniões se dividiam, até que a rapper começou a responder comentários com informações que acabaram sendo consideradas fake news e precisaram ser desmentidas até mesmo pelo governo do país natal de Nicki.

>>> Nicki Minaj discute com jornalista Piers Morgan e recebe indireta de Azealia Banks por não ter se vacinado

A rapper havia dito que um amigo de seu primo de Trinidad & Tobago, teve como efeito colateral a infertilidade e os testículos do rapaz incharam, a informação foi desmentida pelo ministro da saúde do país, Dr. Terrence Deyalsingh.

>>> Ministério da Saúde de Trinidad & Tobago desmente alegações de Nicki Minaj sobre uma das reações de vacina contra COVID-19

Minaj realizou uma live nesta madrugada de quinta-feira (16) para tentar amenizar a situação e explicar aos seu seguidores o ocorrido, que inclusive levou o perfil social da artista a ser bloqueado temporariamente por propagação de fake news.

>>>  Nicki Minaj faz enquete e pede ajuda dos seguidores para recomendação de vacina

Na livestream, Nicki confirmou que de fato foi convidada para comparecer à Casa Branca e tirar todas as suas dúvidas em relação à vacina da que inibe os sintomas da COVID-19, mas a intérprete de “Yikes” revelou que por questões de segurança de saúde, não iria viajar até o local e sugeriu uma live para tirar as dúvidas, o que foi acatado pelo Dr. Anthony Fauci, imunologista estadunidense

Minaj também levantou um debate que mereceu certa atenção do público. Para quem não sabe, o sistema de saúde dos Estados Unidos não é gratuito como o do Brasil, por lá é necessário que cada individuo seja capaz de arcar com suas despesas médicas, tais como medicamentos e também vacinas.

Sendo assim a rapper se sentiu no direto de questionar o estaria sendo injetado nela, já que ela pagaria por isso.

“Vivemos em um país onde a saúde não é gratuita. Portanto, qualquer pessoa neste país tem o direito de questionar qualquer coisa sobre sua saúde. Porque se sua saúde importasse tanto, haveria de graça.”

Desta forma, será realizada uma transmissão online, provavelmente no Instagram de Nicki Minaj, onde a cantora vai conversar diretamente com um time de imunologistas para tirar todas as suas dúvidas sobre as vacinas contra a COVID-19

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<