Netflix é obrigada a retirar especial de Natal do Porta dos Fundos do catálogo por ordem da justiça

A justiça do Rio de Janeiro ordenou que a Netflix retire de seu catálogo o “Especial de Natal do Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo“, lançado esse ano.

Segundo o Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, o especial tratou com desprezo a honra e a dignidade dos católicos.

“A honra e a dignidade de milhões de católicos foram gravemente vilipendiadas pelos réus”

O centro católico ainda afirma que a Netflix “agrediu a proteção à liberdade religiosa”. Segundo eles, Jesus foi retratado como “um homossexual pueril… Maria como adúltera desbocada e José como um idiota traído por Deus”.

    O desembargador Benedicto Abicair, decidiu que “as consequências da divulgação e exibição da ‘produção artística’… são mais passíveis de provocar danos mais graves e irreparáveis do que sua suspensão, até porque o Natal de 2019 já foi comemorado por todos”.

    “Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo liminar na forma requerida” – afirma o desembargador

    O especial de Natal do Porta dos Fundos causou polêmica desde o seu lançamento, principalmente por retratar Jesus como um homem homossexual.

    O que vocês acham dessa decisão?

    >>> Curta o PFBR no Facebook

    >>> Agora no @oficialpfbr

    Carregar mais tweets