Artistas americanos não ocupam topo do Hot 100 da Billboard desde Julho

Parece que a hegemonia dos artistas americanos no topo da principal lista de desempenhos do país está seriamente ameaçada. Isso porque em levantamento feito pela própria Billboard, há 7 meses um artista nascido nos Estados Unidos não lidera a tabela Hot 100 da revista, já são 32 semanas sem artistas do país na primeira colocação.

O último americano a ocupar o topo de desempenho de vendas foi Wiz Khalifa com “See You Again”. Desde lá foram oito canções brigando pelo #1 de cinco artistas diferentes: dois canadenses, dois britânicos e um jamaicano. Confira quem liderou a lista desde então:

OMI“Cheerleader” (25 de Julho | 6 semanas), Jamaica
The Weeknd“Can’t Feel My Face” (22 de Agosto | 3 semanas), Canadá
Justin Bieber “What Do You Mean?” (19 de Setembro | 1 semana), Canadá
The Weeknd – “The Hills” (3 de outubro | 6 semanas), Canadá
Adele“Hello” (14 de Novembro | 10 semanas), Inglaterra
Justin Bieber – “Sorry” (23 de Janeiro | 3 semanas), Canadá
Justin Bieber – “Love Yourself” (13 de Fevereiro | 2 semanas), Canadá
Zayn“Pillowtalk” (20 de Fevereiro | 1 semana), Inglaterra

O último registro expressivo de semanas consecutivas sem artistas americanos no topo da lista foi em 2012, quando por 17 semanas nenhum nascido no país ocupou a primeira colocação graças aos sucessos de “Somebody That I Used To Know” e “Call Me Maybe”. A marca atual também se iguala a um outro recorde: a última vez que oito canções de artistas não-americanos ficaram em primeiro lugar consecutivamente foi em 1985, após Madonna ocupar a primeira colocação com “Crazy For You”. Naquela ocasião sete artistas diferentes passaram pelo topo: cinco ingleses, um canadense e um escocês.

A própria revista explica o fenômeno atual relembrando uma análise de dois anos atrás, quando apontou que os principais smash hits da época eram importadores de outros países: a Billboard cita as australianas Iggy Azalea com “Fancy” e Sia com “Chandelier”, os canadenses do MAGIC com “Rude”, o inglês Sam Smith e “Stay With Me”, além do escocês Calvin Harris com “Summer” e o principal hit do ano “Royals” da neozelandesa Lorde.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<