Após pastor ser acusado de assediar uma menor de idade em casa de Wesley Safadão, cantor se pronuncia: “A internet está doente”

Após pastor ser acusado de assediar uma menor de idade em casa de Wesley Safadão, cantor se pronuncia: “A internet está doente”

Eita, parece que Wesley Safadão já entrou na semana com uma bagagem de polêmicas que foi rapidamente replicada pelas redes sociais, isso porque internautas acusam o pastor André Vitor de supostamente ter assediado uma menor de idade.

Durante uma reunião de amigos e familiares que aconteceu na casa de Wesley Safadão, neste último domingo (25), o sertanejo publicou uma série de vídeos em seu perfil do Instagram para compartilhar o momento com os seguidores, mas parece que alguns internautas prestaram atenção em uma ação feita pelo pastor André Vitor.

No vídeo, é possível ver que o pastor abraça uma menor e ao solta-la, o rapaz puxa a camiseta para baixo. O registro incomodou os seguidores que partiram para as redes sociais, acusando o religioso de pedofilia. Após a polêmica, o vídeo foi apagado do perfil de Safadão.

Após a repercussão do caso, Wesley foi até as redes sociais se manifestar e classificou a denuncia dos internautas como “doentia”. Safadão informou que a ação de o pastor puxar a camiseta para baixo é recorrente, já que Vitor estaria acima do peso e teria complexo com seu próprio corpo, além de reiterar que confia plenamente no religioso. Já os internautas, não concordaram com a declaração:

O pastor André também se manifestou sobre o ocorrido e se chocou ao ver a repercussão do caso. Em entrevista à coluna de Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, o pastor se defendeu e disse que vídeo está sendo manipulado pelas pessoas e que todas as acusações são uma “injustiça”.

Sobre ter puxado a camiseta para baixo, o religioso informou que é devido ao sobrepeso, já que tem receio de que a barriga fique aparecendo:

“Posso te mandar dezenas de fotos e vídeos que eu estou nesta mesma posição. Estou acima do peso e isso é uma mania minha. É uma grande loucura e injustiça que já está sendo acompanhada por uma equipe criminal, por tentarem manipular uma situação contra mim sem sequer saberem quem sou. Os pais da criança, que são praticamente meus irmãos, e eu, estamos todos juntos pra não levarem isso mais à frente, porque é uma maldade sem precedentes comigo, que só planto o bem e tenho total familiaridade e amor. Somos todos família e, principalmente, com uma criança que não pode jamais ter esse estigma de assediada, porque é muito bem tratada e amada por todos nós. Estamos todos muito indignados”, revelou André.

O religioso informou que já está buscando respaldo jurídico para responsabilizar os responsáveis pela difamação nas redes sociais.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<