Angélica Duarte lança single “Pakera Fraka”

Angélica Duarte lança single “Pakera Fraka”

A liberdade do desejo feminino pulsa em “Pakera Fraka”, single que anuncia o álbum de estreia de Angélica Duarte. O cartão de visitas já serve como amostra do talento da cantora e compositora paulista radicada no Rio de Janeiro. É ela que assina o belo arranjo da faixa produzida em parceria com Lourenço Vasconcellos. “Pakera Fraka” traz células do manouche e do ska com letra irreverente e interpretação autêntica.

Angélica Duarte lança single “Pakera Fraka”

A faixa é a primeira disponibilizada do álbum de estreia intitulado “Hoje tem”, que vai contar com as participações de Juliana Linhares e Letrux. “O disco tem muitos momentos, mas principalmente dois eixos: o pessoal e o social. Com muitas histórias que vivi e canções mais existenciais, com questionamentos e reflexões que tenho tido sobre as relações humanas e sobre o momento político do país”, adianta. 

Angélica traz no seu som referências dos anos 70 de Rita Lee e Roberto de Carvalho, Erasmo Carlos, Caetano Veloso e Luiz Melodia. “Junto a esse Brasil setentista, evoco também minha adolescência, em que ouvi muito o rock alternativo dos anos 90 e fui inspirada por compositoras e guitarristas como Pj Harvey e Cat Power, Courtney Love e Shirley Manson” revela a artista que voltou a tocar guitarra ano passado, fato crucial para arranjar as músicas. 

Ela ressalta que “Pakera Fraka” é, mais que tudo, um conceito. “A letra ilustra esse flerte que não dá em nada, que serve somente para alimentar o ego de uma das partes. A ‘Pakera Fraka’ acontece nos aplicativos de relacionamento, nas redes sociais e também em situações presenciais. É o famoso chove-não-molha com um novo nome, uma nova roupagem”, explica. “O ‘k’ no título é um elemento infantilizador, assim como são nossas atitudes. Somos adultos, muitas vezes já vivemos relações diversas, temos bagagem, mas o emocional parece empacado na pré-adolescência. É falta de análise, de conversa, de fé, de confiança, de vergonha na cara, de atitude. Pakera Fraka é tudo isso. Esse desencontro, essa falta de diálogo”, finaliza.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<