Scooter Braun revela que ele e sua família estão sofrendo ameaças em carta aberta à Taylor Swift

Após toda a confusão envolvendo Scooter Braun e Taylor Swift na última semana, onde a cantora revelou que estava sendo proibida de cantar suas músicas antigas no AMAs, onde performará no próximo domingo (24), o produtor musical resolveu publicar uma carta aberta no Instagram, explicando sua situação atual.

No post, redirecionado à Taylor Swift, Scooter revela que ele e sua família estão sofrendo bullying e recebendo ameaças de morte, além de afirmar querer encontrar uma solução para isso. Confira:

“Taylor Swift, desde sua declaração pública na semana passada, houveram inúmeras ameaças de morte direcionadas à minha família. Nesta manhã (ontem), falei publicamente, pela primeira vez, dizendo que não participaria de uma guerra nas mídias sociais. No entanto, voltei para casa à noite e descobri que minha esposa havia recebido um telefonema ameaçando a segurança de nossos filhos, bem como outras ameaças (…) Estou certo de que nunca existe uma situação que valha a pena comprometer a segurança de alguém. Suponho que essa não foi sua intenção, mas é importante que você entenda que suas palavras têm um peso tremendo e que sua mensagem pode ser interpretada por algumas pessoas de maneiras diferentes. Embora eu esteja desapontado por você ter permanecido em silêncio após ser notificada por seu advogado há 4 dias sobre essas ameaças, ainda espero que possamos consertar isso. Este é um mundo cheio de divisões tóxicas, onde as pessoas expressam suas opiniões nas mídias sociais ao invés de conversar pessoalmente. Não quero participar disso (…) Tudo que eu queria fazer é corrigir a situação. Estou aberto a todas as possibilidades. Minhas tentativas e pedidos para ter uma conversa aberta com você nos últimos 6 meses foram todos rejeitados (…) Nesse ponto, com a segurança se tornando uma preocupação, não tenho outra escolha senão pedir publicamente que nos juntemos e tentemos encontrar uma solução. Enquanto estou frustrado com suas acusações e discordo respeitosamente de muitas de suas declarações, é importante que esteja claro que nenhum artista deve se sentir encurralado ou intimidado. Passei toda a minha carreira a serviço de criadores e artistas, nunca o contrário. Como o mundo sabe agora, você pode e deve tocar qualquer música que desejar no AMAS. Eu nunca a diria o contrário. Você não precisa da permissão de ninguém para fazer isso legalmente, mas eu a afirmo aqui, de forma clara e pública, para que não haja mais debate ou confusão. Avançando, eu gostaria de encontrar uma resolução. Eu me disponibilizarei sempre para trabalhar para você. Muitos me disseram que uma reunião entre nós nunca acontecerá, pois não se trata de verdade ou resolução do nosso problema, mas de uma narrativa pessoal para você. Espero que não seja esse o caso. Estou bem aqui, pronto para falar direta e respeitosamente. Mas se você preferir fazer grandes declarações públicas, recusando-se a trabalhar no sentido de resolver as coisas de maneira amigável, então oro para que ninguém se machuque seriamente no processo. Continuo desejando o melhor para você e espero que possamos resolver isso.”