Robin Thicke e Pharrell Williams perdem processo de plágio por 'Blurred Lines'

Todo mundo sabe que quando uma canção faz muito sucesso nos Estados Unidos, aumentam e muito a probabilidade da mesma entrar em batalha judicial em relação aos ganhos, seja por simplesmente questão de créditos ou plágio por consequentemente direitos autorais exigidos.

E foi o que aconteceu com Robin Thicke e Pharrell Williams com a música Blurred Lines, o maior hit de 2013 e também #1 por semanas na parada mais importante dos EUA, a Hot 100.

Um processo judicial foi aberto há um bom tempo, alegando que a faixa é um plágio do sucesso do cantor Marvin Gaye, “Got to Give It Up”. O juiz decidiu que, dos 16 milhões de lucros conseguidos com o sucesso, 7,4 devem ser destinados a família do cantor por inflingir os direitos de cópia e reprodução indevida, nesse caso. São 4 milhões de indenização, 1,6 milhão de Pharrell, que também criou a faixa e 1,76 de Thicke. T.I, recebeu 700 mil dólares e foi inocentado por só participar da música.

Nas entrevistas, Pharrell e Robin confessaram que eles se inspiraram na música de Marvin e queriam canalizar algo parecido.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets