Produção do AMA e Big Machine firmam acordo e Taylor Swift poderá performar suas músicas antigas

Taylor Swift foi eleita a Artista da Década pelo American Music Awards e deveria apresentar um medley de seus grandes sucessos na premiação. Acontece que toda uma novela se desenrolou quando a artista veio a público dizer que estaria sendo impedida por sua antiga gravadora de performar suas músicas, além de estar sendo chantageada por Scooter Braun – atual dono do selo fonográfico e desafeto da cantora – que exigia que ela não regravasse seu catálogo em troca da liberação.

    Mas depois de todo o apoio da mídia e do público, parece que essa história teve um final feliz. A Dick Clark Productions emitiu uma nota sobre o acordo firmado com a Big Machine Records para a autorização da performance:

    “Big Machine Label Group e a Dick Clark Productions anunciam que chegaram em um acordo sobre o licenciamento das performances de seus artistas, stream pós-show e retransmissão em plataformas mutuamente aprovadas. Isso inclui a próxima edição do American Music Awards”.

    A cerimônia de premiação acontece no próximo dia 24 e será apresentada pela cantora Ciara.