Parte do elenco de Glee lamenta a morte de Mark Salling

Ontem foi anunciada a morte do ator Mark Salling que interpretava o Puck na série Glee, dois atores do elenco principal  publicaram mensagens em suas redes sociais lamentando a morte de seu colega.

Matthew Morrison, que fez o professor Will Schuester, postou em seu Instagram uma foto ao lado de  Cory Monteith, o Finn, morto em 2013 e de Salling. Na legenda, ele colocou dois emojis de anjos e um com a carinha triste. Confira:

View this post on Instagram

😇😔😇

A post shared by Matthew Morrison (@matthewmorrison) on

Jenna Ushkowitz, a atriz que deu vida a personagem Tina, postou um emoji de coração nos comentários da foto de Morrison.

Outro ator que lamentou a morte do colega foi Iqbal Theba, o ator que interpretou o diretor Figgins, tuitou o seguinte texto:

“A morte dele é dolorosa para mim. Alguns de vocês devem conhecê-lo somente por suas falhas, mas eu também o conhecia como alguém ótimo de se trabalhar e que era gentil com meus filhos. Eu realmente queria que ele tivesse lutado contra seus demônios, se redimisse e vencesse isso. Que todos nós possamos encontrar consolo em algumas de suas memórias mais gentis.”

Tim Davis um dos produtores responsáveis pelos arranjos vocais da série tuitou a seguinte mensagem:

“Hoje perdemos outro membro do elenco de ‘Glee’. Sim, ele cometeu crimes contra crianças. Sim, é horrível. Mas Mark Salling era um homem quebrado, sem dúvida ele próprio uma vítima de abuso. Amava Mark e estou triste quando considero a devastação de seus pais. Por favor, retenham seus comentários cruéis. (…) Serei claro. Ter compaixão por Mark Salling de forma alguma minimiza seus crimes, nem minimiza a dor e a devastação das vítimas desses crimes. Apenas digo para vocês não aumentarem a dor da família. Este era o filho deles. Se vocês não têm pecados, sintam-se livres para atirar pedras.”

A principal suspeita para a morte do ator é de suicídio, porém as investigações da morte dele ainda continuam, afim de esclarecer o que realmente aconteceu.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<