Os 5 anos de Goodbye Lullaby, quarto álbum de estúdio de Avril Lavinge

Há 5 anos atrás, Avril Lavigne precisou se reinventar para se manter no topo.

Depois do tremendo sucesso de “The Best Damn Thing“, terceiro álbum de sucesso da cantora, Avril ficou quase 4 anos sem lançar um disco, exatamente o tempo necessário para repetir um pouco mais contidamente a fórmula do sucesso em “Goodbye Lullaby“. O álbum atualmente tem cerca de 2 milhões de cópias comercializadas em todo o mundo, bem menos que seus anteriores, que passaram facilmente de 5 milhões.

Lullaby‘ aproximou Avril um pouco mais de pop sombrio, deixando suas raízes punk-rock menos explícitas em suas canções, porém sem deixa-las de lado em nenhum momento. O álbum, que contém 15 faixas em sua versão normal e 18 na deluxe, também foi apontado como bastante introspectivo e mais sério que os três trabalhos anteriores. O disco teve uma recepção bem mista da crítica, finalizando com a nota 58 no Metacritic.

Três singles foram extraídos de “Goodbye Lullaby“. “What The Hell“, a primeira música de trabalho, quase beliscou um top 10 da Billboard Hot 100, sendo o maior sucesso do LP. Os outros dois singles, “Smile” e “Wish You Were Here“, tiveram um sucesso moderado em todo mundo, atingindo o top 50 dos principais charts. “Alice“, música tema do filme ‘Alice no País das Maravilhas‘ também pode ser considerado uma música de trabalho do álbum. Curiosamente Japão e Brasil foram os países em que as quatro faixas fizeram mais sucesso

O quarto álbum de estúdio de Avril Lavigne não conseguiu repetir o tremendo sucesso dos anteriores, mudando um pouco da receita das músicas, o que pode ter afastado um pouco o público, mas também pode ter despertado o interesse para a versatilidade da cantora. O último álbum da canadense auto-intitulado “Avril Lavigne” foi lançado há 2 anos e meio. Fãs esperam ansiosamente para maiores novidades do sexto álbum da artista, que até hoje não teve nenhuma informação anunciada.

 

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets