mc gui condenado

MC Gui é condenado a indenizar motorista de app em R$ 12 mil após o acusar de roubo

A coisa não está boa para MC Gui. A justiça determinou que o cantor deve indenizar o motorista de aplicativo, acusado de roubo em 2020, em R$ 12 mil.

Alef Santos, motorista de aplicativo, foi exposto pelo funkeiro em suas redes sociais, acusado de roubar suas malas enviadas para doação. O caso aconteceu em 2020 e Alef foi chamado, publicamente, de “ladrão de muamba e cestas básicas“. Na ocasião, ele pedia R$ 500 mil de indenização, por ter tido sua imagem exposta.

>>> Jade Picon enfrenta trauma na #HouseOfAnitta e é elogiada por fãs e admiradores; entenda

Segundo o próprio motorista, foi aceita uma corrida para levar as malas, mas, ao chegar ao destino, ninguém estava presente. Santos ainda alega ter esperado por cerca de dez minutos, mas desistiu e decidiu entregar as malas na sede da Uber.

A juíza Luciana Antoni Pagano, responsável pelo caso, alega que existiam outras formas de resolver essa questão, sem a necessidade de expor a imagem de Alef Santos nas mídias sociais, como entregar em contato com o aplicativo e esperar que resolvam o caso.

>>> Noiva de Liam Payne é marcada em fotos do cantor com outra mulher e implora: “chega!”

MC Gui se defendeu dizendo que apenas o expôs com o intuito de localizá-lo e saber o paradeiro das malas. Segundo sua defesa, Alef só entrou em contato após ver sua imagem em meios de comunicação de massa.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets