"Eu ficaria honrada se tivesse um filho gay", diz Gwen Stefani

Além de estrela do rock, Gwen Stefani é uma mãe e tanto.

Aproveitando a ótima semana que está tendo, a ex-jurada do The Voice, que estreou essa semana no topo da Billboard 200 com seu primeiro disco solo em uma década, contou à Pride Source que jamais ligaria se um de seus filhos fosse gay:

“Eu ficaria honrada se tivesse um filho gay”, disse abertamente, “eu só quero que meus meninos sejam felizes e saudáveis, e eu só peço a Deus para que me guie todos os dias para ser uma boa mãe porque não é um trabalho fácil.”

king

Kingston (9) é o filho mais velho de Stefani

A cantora, que deixa inclusive os três filhos homens pintarem as unhas, quebrando assim barreiras de gênero, tem como único interesse o bem estar deles:

“Eu viajei o mundo e conheci pessoas tão diferentes”, continuou, “e não importa realmente se você é gay, hétero ou sei lá. Há pessoas boas e ruins, e eu seria feliz (…) Eu só quero ser a melhor mãe que posso ser e é isso que eu vou ser (…) As críticas não me incomodam. Contanto que meus garotos estejam protegidos e eu passe tempo com eles, seja jogando esportes ou fazendo as unhas, isso não importa.

This is What the Truth Feels Like é o primeiro álbum solo de Gwen desde The Sweet Escape, de 2006.

Assista ao videoclipe de Make Me Like You abaixo:

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets