DJ Zullu cria hit exclusivo para Puma

DJ Zullu cria hit exclusivo para Puma

O produtor, compositor e cantor brasileiro DJ Zullu, um dos mais importantes e respeitados nomes do funk carioca e da música urbana brasileira, é o responsável pela música da nova campanha da PUMA, para o lançamento do tênis Wild Rider. Zullu escreveu o hit “Olha o Poder do Bicho” ao lado de Umberto Tavares e Jefferson Junior, que já está disponível no Spotify. A música também é a trilha do dance challenge #PUMAWildRider (promovido pela PUMA Brasil) nas redes sociais, com coreografia reproduzida por um time de TikTokers de peso: Martin Klayver, Marcela Montellato, Maria Paula Marques, Will Guimarães, Peixinho, Foganoli, Pri Caliari e a dupla Nabazi.

DJ Zullu cria hit exclusivo para Puma

Globalmente, o tênis é estrelado pelo atleta e embaixador Neymar Jr. que faz mais uma aparição em uma campanha de Sportstyle da PUMA. O jogador, além dos elogios que recebe dentro de campo, atrai interesse por conta do seu estilo fora dele. Como alguém que está constantemente mudando o jogo, o atleta encarna a temática do sneaker, seu novo favorito para looks casuais, também como representante dessa nova geração.

“Fiquei muito feliz e honrado com o convite da PUMA”, conta DJ Zullu. “Escrever uma música para a campanha de um produto tão prestigiado e que eu particularmente também curto muito, foi incrível! Acho que o mais difícil foi aprender a dancinha, que eu fiz questão de fazer e postar no meu TikTok”, diverte-se. 

O novo tênis Wild Rider acrescenta uma dimensão inédita à família Rider, com novas camadas de material e detalhes futuristas na entressola. Seu design é inspirado no modelo Rider OG, que traz a vibe dos tênis de pistas de corrida dos anos 90, junto com o movimento da vida urbana. Pensado exatamente para essa geração que evolui com a cidade e acompanha as tendências, sem perder referências clássicas do passado.

O novo Wild Rider já está disponível em PUMA.com e nas lojas Authentic Feet por R$ 549,90.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<