Com apenas um mês de lançamento novo serviço de streamings de Jay Z, TIDAL, já é considerado um dos maiores fracassos do ramo

Jay Z escalou um exército da música pop para apresentar o Tidal, novo serviço de streaming de músicas e videoclipes, que prometia destronar os demais serviços de execuções de música, como Spotify e Pandora.

Sem planos gratuitos para os usuários, o aplicativo foi um sucesso nas suas duas primeiras semanas e trouxe lançamentos exclusivos como tentativa de atrair mais internautas para a rede. Logo, Tidal ficou rapidamente entre os 10 aplicativos mais baixados das stores digitais de todos os países.

Mas a empolgação com a novidade acabou e deixou o aplicativo fora do TOP 500 dos mais rentáveis e, de certa forma, ajudou a dar força aos concorrentes, Spotify e Pandora, que ocupam a quarta e terceira posição nos ranking de apps mais baixados.

Embora os serviços ofereçam o mesmo produto, Tidal não possuí planos que possibilitam o usuário escutar músicas gratuitamente, diferente dos seus concorrentes, e ao invés disso, oferece planos com preços exorbitantemente caros mas que dão direito “a sons com qualidade superior“.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets