Anitta fala sobre cantar novamente com Ludmilla: "Não briguei com ninguém. Eu canto"

Fadas do bem! Recentemente, Fábia Oliveira teve a chance de entrevistar um dos nomes mais populares no país, Anitta, e aproveitou para colocar em dia todos os assuntos pendentes com a intérprete.

No bate-papo, a carioca fala sobre sua confusão com Ludmilla na faixa “Onda Diferente”, projetos para o próximo ano e dá detalhes sobre mudança para os Estados Unidos. Selecionamos os melhores momentos abaixo.

Este foi um ano dedicado a muitas parcerias internacionais, além das nacionais. Em 2020 podemos esperar uma carreira exclusivamente internacional?

“De jeito nenhum. Eu tive muitas parcerias nacionais também! Leo Santana, Vitão, Marília Mendonça, a Combatchy agora com as meninas todas, teve ‘Onda Diferente’, teve Caetano Veloso, que é uma estratégia para alcançar outro tipo de público… Então nunca vai existir uma carreira exclusivamente internacional porque eu não me vejo abandonando quem eu sou.”

Existe chances dessas duas grandes personalidades brasileira voltarem a cantar juntas?

“Eu não tenho motivo nenhum para que isso não aconteça. Eu não briguei com ninguém. Por mim está tudo certo. Eu canto. Está tudo ótimo.”

Em muitas das recentes polêmicas envolvendo teu nome você optou pelo silêncio em vez de se defender. Por quê?

“Porque eu estava ocupada fazendo coisas maravilhosas pra mim, pro meu trabalho crescer e para a minha família. Não tenho tempo para isso não. Preferi focar o meu tempo em coisas que vão me somar…”

Dizem que você briga com todo mundo com quem trabalha. Essa sua fama é verdadeira?

“Eu não vejo dessa maneira. Todos os seres humanos têm a sua desavença ou suas complicações de relações com alguém, seja no trabalho ou na vida pessoal. O problema é que eu sou uma pessoa pública e as pessoas obviamente sempre dão mais enfase para as partes negativas do que as positivas. É impossível um ser humano nunca ter brigado com ninguém. Qualquer pessoa que esteja lendo essa entrevista já brigou com alguém. Pode já ter resolvido ou pode não ter resolvido e as coisas mudam. Se acontece em família, não vai acontecer no trabalho? Tem tantas pessoas que eu colaborei e continuo sendo amiga como o Projota, o J Balvin, o Kevinho, o Nego do Borel, o Maluma, a Jojo Todynho, Harmonia do Samba e tantos outros artistas com quem eu fiz parcerias e mantenho até hoje. Mas as pessoas vão dar ênfase aos poucos que porventura tenha acontecido algum desentendimento.”