vereador criticando ludmilla por fazer o l

Vereador de São Paulo quer suspender cachê de Ludmilla após cantora fazer um “L” com as mãos

Ludmilla foi uma das atrações da Virada Cultural desse ano, em São Paulo, e, além de arrastar uma multidão para assistir seu show, a carioca virou alvo de críticas de alguns políticos da cidade, como Fernando Holiday (Novo).

O vereador de São Paulo entrou com uma representação na Justiça para que a Prefeitura de SP suspenda o cachê de Ludmilla, pois ela fez um “L” com as mãos e ele deduziu ser um ato de apoio ao ex-presidente Lula (PT).

>>> Luísa Sonza e Ludmilla emplacam top 3 de colaborações femininas latinas mais influentes do ano; veja lista

Segundo Holiday, a Prefeitura financiou um evento “que acabou se tornando um showmício pró-Lula“. O pré-candidato a deputado federal defende que o cachê seja bloqueado ou, se caso já tiver sido pago, devolvido aos cofres públicos. Lucas Pavanato, pré-candidato a deputado estadual pelo Novo, também assinou o documento.

Em seu Twitter, a artista fez questão de reforçar que Ludmilla também começa com a letra “L”. A cantora já demonstrou publicamente apoio ao ex-presidente Lula, mas confirmou que nesse momento não foi nenhum ato político.

>>> Ludmilla dá ingressos VIP para fã que iria deixar de fazer o ENEM 2022 para ir em seu show; confira

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets