“Vai multar? A gente paga!” Anitta detona TSE após impedir artistas de se manifestarem contra Bolsonaro no Lollapalooza

Já não é mistério para ninguém o palco de grandes festivais se tornou também o palco de democracia, onde diversos artistas demonstram seus descontentamentos com o atual governo, presidido por Jair Bolsonaro.

Na última semana, o Presidente da República entrou com um pedido junto ao Tribunal Superior Eleitoral para impedir que artistas do Lollapalooza, dessem declarações políticas durante seus espetáculos, atitude que foi vista por diversos internautas como uma tentativa de censura.

O pedido de Bolsonaro foi atendido pelo TSE na data de ontem (26) e cada artista que descumprisse o o decreto do TSE, teria que pagar uma multa de 50 mil reais, mas se engana quem acha que isso iria calar a classe artística.

A banda Fresno foi a primeira na data de hoje se manifestar contra o presidente, colocando a frase “FORA BOLSONARO” nos telões do espetáculo.

Anitta utilizou seus stories para falar sobre a decisão do TSE e comparou o período à ditadura, onde diversos artistas como Elis Regina, Simonal, Gilberto Gil, Caetano Veloso e diversos outros, tiveram suas musicas censuradas pelo regime militar.

Em sua rede social anitta disparou: “Gente, não existe isso de proibir um artista de expressar publicamente a infelicidade dele perante ao governo que tá rolando atualmente. Entendo a questão de fazer campanha pra outro candidato, cada um vota em quem quer, porém proibir a gente de expressar a nossa insatisfação com o governo atual, isso é 1900 e bolinha, que o povo não podia fazer nada, a gente não quer votar pra estaca zero não.

Sobre as multas, Anitta ironizou a tentativa do Tribunal Superior Eleitoral de silenciar os artistas: Ah vai botar multa de não sei quanto… A gente paga querido! Liga aí, meus amigos que quiserem se manifestar, eu pago a multa de vocês

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets