TIRANIA? Negacionistas protestam na entrada do show que dá abertura ao último álbum de Tony Bennett com Lady Gaga

TIRANIA? Negacionistas protestam na entrada do show que dá abertura ao último álbum de Tony Bennett com Lady Gaga

Como parte da divulgação do último álbum de carreira de Tony Bennett, o “Love For Sale”, o cantor escolheu Lady Gaga para compor não só o álbum, mas também para as suas apresentações.

Ontem, terça-feira (03), foi dada a largada do álbum com um concerto que ocorreu na “Radio City Music Hall”, chamado de “One Last Time”.

>>> Lady Gaga e Tony Bennett anunciam novo álbum e divulgam primeiro single; ouça “I Get A Kick Out Of You”

Para ter acesso ao show, além de adquirir os ingressos, a organização do evento exigiu a apresentação de carteiras de vacinação contra COVID-19, afim de comprovar que seus espectadores estariam com a imunização completa.

O que chamou a atenção é que por conta dessa exigência, manifestantes antivacinas, mais conhecidos por serem negacionistas, ou sejam, que vão contra a ciência, protestaram em frente do local.

TIRANIA? Negacionistas protestam na entrada do show que dá abertura ao último álbum de Tony Bennett com Lady Gaga
Manifestante antivacina com cartazes que traziam mensagens como “tirania” e “discriminatório”.

Reunidos, gritavam sobre a liberdade de saúde, em tomar ou não a vacina. Alguns comparavam a carteira de vacinação com um passaporte.

“Meu corpo, minhas escolhas”, expressava um manifestante antivacina, enquanto outros comparavam a exigência como tirania e, em contra partida, exigiam boicote, já que para outros manifestantes negacionista a atitude soava como discriminatória.

>>> Kim Petras cita Lady Gaga em discurso de empoderamento no Lollapalooza

O movimento antivacina vem preocupado as autoridades da saúde, já que através da falta de imunização, variantes podem multar-se e como consequência surgir um novo surto da COVID-19.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<