Taylor Swift e outros artistas massacram Donald Trump após presidente criticar protestos no país

Taylor Swift usou seu Twitter nessa sexta-feira (29) para criticar comentários do presidente Donal Trump contra os protestos que vem acontecendo em Minneapolis, em Minnesota, após a morte de cidadão negro, George Floyd, por um policial branco.

Revoltada, a cantora afirmou que Trump “alimentou o fogo da supremacia branca e do racismo” durante todo seu mandato. Taylor usou uma frase dita pelo presidente, “quando os saques começam, os tiroteios começam”, e finalizou dizendo que o presidente não será reeleito em novembro.

“Após inflamar a supremacia branca e o racismo durante todo o seu governo, você tem a coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar com violência?”.

Em seu Twitter, Donald Trump havia chamado os protestantes de “bandidos” e disse que acionaria a Guarda Nacional Americana para “fazer o trabalho certo”, caso o prefeito da cidade não conseguisse conter os protestos.

O presidente americano usou as seguintes frase: “esses bandidos estão desonrando a memória de George Floyd” e “qualquer dificuldade e assumiremos o controle, mas, quando os saques começam, o tiroteio começará”. O tweet de Trump foi apagado pela rede social, mas voltou a ser exposto por ser de interesse público, porém, manteve o alerta sobre violações das regras.

Mais tarde, após tweetar que a Guarda Nacional já estava na cidade, o presidente voltou ao Twitter para tentar explicar seu tweet. Segundo ele, sua mensagem era apenas de preocupação pois “saques levam a tiros”, usando de exemplo a morte de um homem morto baleado na última quarta-feira, em Minneapolis. Donald Trump encerra sua mensagem dizendo: “honre a memória de George Floyd”.

Vários artistas também se manifestaram nas redes sociais a favor dos protesto na cidade e contra o discurso do presidente. Niall Horan fez questão de reforçar que o racismo está presente na sociedade há anos e que atualmente as pessoas têm celulares para registrar e provar quando isso acontece.

Vários outros artistas criticaram a atitude de Donald Trump ou lamentaram a morte de George Floyd em suas redes, como Lady Gaga, Beyoncé, Ariana Grande, Lizzo, Justin Bieber, Cardi B e vários outros. Confira;