SLAY! Queens do "RuPauls Drag Race" que se lançaram na carreira musical e você precisa ouvir!

Ser uma Drag Queen deixou de ser uma cultura periférica do universo LGBT, para ser abraçada pelo mercado fonográfico.

Reality Shows de TV como o “RuPauls Drag Race” influíram e muito para que a cultura #glam de ser uma estrela e brincar com gêneros seja algo muito mais forte atualmente e lógico, todo o brilho vem junto. A corrida louca da RuPaul, a Drag mais famosa do mundo, nos trouxe grandes figuras e verdadeiras artistas e isso tudo explodiu da zona de conforto entre lip sync e maquiagem, porque, as divas também estão se lançando na carreira musical e com bastante hegemonia!

Mesmo a Mama Ru sempre afirmando que a cultura Drag sempre não passará de algo alternativo, pois ser uma Drag Queen é debochar da sociedade e assumir personagens, e elas estão tendo um grande destaque lá fora, tanto por contra da excentricidade, tanto pelo talento nato.

Abaixo algumas que você precisa conhecer:

Manila Luzon

manila

Fierrceeee! Manila é uma das participantes da terceira temporada do reality show e tem uma personalidade única e bastante forte. A queen conseguiu chegar ao Top 3 graças a sua espontaneidade e lógico, muito poder e atitude na sua peruca, que na maioria das vezes sempre tem uma mecha de cor branca ou preta, dependendo da coloração de suas madeixas. E isso, com o tempo, virou uma de suas características. Músicas quentes da diva são ‘Hot Culture’, onde no vídeo existe até um menininho (ela na história) que começa desde cedo com traços femininos e usar maquiagens, ‘The Chop’, com a Big Girl ‘Latrice Royale’ e outras.

DWV

dvw

Quem disse que não poder haver uma relação amistosa entre temporadas? Foi o que aconteceu com Vicky Vox, Willam e Detox, sendo das duas últimas da quarta e da quinta temporada, respectivamente. As queens resolveram formar um trio e o primeiro sucesso, ‘Boy Is a Bottom’ (Esse cara é uma passiva) é o maior webhit de drags e também de ex-participantes do reality da Mama Ru, com mais de 16 milhões de visualizações no You Tube.

Depois isso, Detox, Willam e Vicky lançaram outros vídeos bastante divertidos como ‘Silicone’, ‘Gaycation’ e até uma versão Gay de ‘Blurred Lines’, sucesso do cantor Robin Thicke, de 2013. Vale a pena dar uma olhada.

Além disso, ainda no começo deste ano, Willam Belli resolveu lançar uma versão espanhol do hit ‘Boy Is A Bottom’, ‘Es Una Pasiva’, tendo seu clipe mais de 1 milhão de exibições.

Adore Delano

adore delano

Com toda certeza, uma das maiores revelações da sexta temporada foi a Drag Adore Delano, que mal saiu do reality no Top 3 e já resolveu lançar um disco, o ‘Till Death Do Us Party’, ainda em meados de 2014. Seu enorme carisma e também lógico, talento, já era destaque ainda dentro do Drag Race quando foi uma que mais se destacaram em um musical que funcionava como uma espécie de prova na runway principal. O disco foi surper elogiado pelos fãs do reality e também críticos músicais, além de bater recorde na ‘Billboard’ como a melhor estreia de uma drag queen do Drag Race, atingindo a posição #59 na parada de discos mais importante dos Estados Unidos, a Billboard 200.

O álbum também foi #3 na parada Dance/Electronic. Em relação as faixas, canções como ”I Adore U” abriu mais espaço para o mercado musical para as Drag Queens. Já que quando se trata de músicas, elas são apenas conhecidas por falar de festas, maquiagem e outras coisas bem rasas. Nesta faixa, uma das mais famosas do disco, ela fala sobre amor e junto com o clipe, se tornou um dos pontos fortes do registro. ‘DTF’, ‘My Address Is Hollywood’ e ‘I Look Fuckin’ Cool’ com a Alaska Thuderfuck também são canções potentes do álbum debut de Adore.

Alaska Thunderfuck

alaska

Hieeeeeeeeeeeeee.

Uma das Drags mais famosas da temporada 5 e também Top 3, Alaska Thunderfuck, conquistou o público pelo seu jeito espontâneo de ser, seus looks e também o seu bordão, que provavelmente é um dos mais famosos de toda a corrida das loucas da mama Ru, o Hieeeeeee, que todos fazem, inclusive até outras queens dentro e fora do reality.

Ainda no ano passado, ela dá o primeiro passo em sua carreira musical com o clipe de ‘Your Make Up Is Terrible’, ideia que veio depois de uma das provas do programa em que ela tinha que estrelar um comercial de perfume. Outra música foi ‘Nails’ onde no clipe que exalta o poder das unhas nas Drag Queens, Thunderfuck, digamos, volta à origens de como chegou à terra, já que, Alaska é do planeta Glamatr0n e esteve aqui perdida e encontrada nos arredores do país Alaska.

Alaska 5000 também prepara seu primeiro disco para este ano.

Sharon Needles

sharon

Uma das personagens mais controversas do Rupauls Drag Race também canta! Sharon Needles da temporada 4 gosta de seguir um estilo característico quando se traveste.

Ela opta pelo dark conceitual, escuro e gótico e isso também é refletido em suas canções e videoclipes que tem sempre uma pitada de sangue, halloween e um ”satanismo” (rs) transgressivo. A queen também lançou um CD, o PG-13, que em 2013 debutou em #183 na Billboard 200.


Courtney, Alaska e Willam

american apparell

Mais um trio de queens se formou e desta vez, uma grande estratégia de marketing de uma loja de roupas, a American Apparel.

Courtney Act, Alaska Thunderfuck e Willam Belli se tornaram as novas garotas propagandas ainda no ano passado e lógico, além de lançarem um clipe para promover a marca, ainda gravaram uma produção bastante divertida para o natal regravando o sucesso ‘Dear Santa, Bring Me A Man’. O resultado, óbvio, foi aprovado pelos fãs das divas e também os consumidores das roupas assinadas por elas.

Jinkx Monsoon

jinkx

A grande vencedora da quinta temporada, Jinkx Monsoon, também se lançou na carreira musical depois de se tornar a Drag American Superstar em 2013. ‘The Inevitable’ chegou às lojas em 2014 e com ele veio algumas músicas com grande destaque, como ”Coffee & Wine”“Creep”, que logo ganharam videoclipe e viralizaram na rede.

Water off a duck’s back, Water off a duck’s back, Water off a duck’s back…zzzzzzzzzzzzzZzzzzz…..Water off a duck’s back…

Shangela

shangela

Participante de duas temporadas, Shangela lançou ainda em 2012 o videoclipe de WERQIN’ GIRL, com muito glam, poder e lógico uma história bem divertida. A produção parece mais uma versão remasterizada de ‘Super Model (Of The World)’ da Mama Ru, mas lógico, sem exagerar com a obra imaculada da diva suprema das drags.

Really? Halleloo!

Raja

raja

A vencedora da terceira temporada do reality tem muito mais a oferecer do que uma simples canção rasa. Por ter decendência de indonésios, a queen arrasa no conceito artístico e em ‘Zubi Zubi Zubi’ em uma parceria com Sequoia Emanuelle, ela ousa em movimentos orientes da cultura hindu, o transcendentalismo da Ganesha e uma fotografia de tirar o fôlego.

O hibridismo Bollywoodiano também é possível ser notado. Em 2011, Raja também resolveu lançar uma faixa intitulada “Diamond Crowned Queen” e posteriormente ”Sublime”, que, digamos, ficaram meio apagadas em torno de sua figura e conceito principal voltado para a Índia e países da cultura oriental. Tanto é que em seus shows, ela usa um sari e incorpora elementos e também sons culturais do país na performance.

Algumas menções honrosas:

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets