Setembro Amarelo: Confira 7 músicas que falam sobre autoconfiança e superação, para te inspirar

No mês da prevenção ao suicídio, veja 7 músicas com letras inspiradoras, as quais abordam autoconfiança, empoderamento e aceitação, temas importantes na batalha de pessoas que lutam diariamente contra esse mal.

“Rare”

A música foi lançada como terceiro single, do álbum “Rare”, da cantora Selena Gomez. A canção, fala sobre como ela percebeu ser uma pessoal única, alguém que tem seu próprio valor, após ter vivido uma relação toxica. “Eu sei que sou especial, e eu aposto que tem alguém lá fora, para me dizer que eu sou rara, para fazer com que eu me sinta rara”, entoa a artista no refrão da música. Ouça a faixa:

“Born This Away”

Desde quando despontou no mercado, Lady Gaga foi considerada uma figura “exótica”, por não seguir os padrões da indústria. Com isso, ela decidiu criar uma canção que exaltasse todas as diferenças, e falasse abertamente sobre “autoaceitação”, de como ser diferente não é algo ruim, em versos como: “Mesmo que as dificuldades da vida, o façam sentir deslocado, provocado ou importunado, exalte e ame a si mesmo hoje, pois, meu bem, você nasceu assim”. Ouça a faixa:

“So Am I”

A cantora Ava Max resolveu lançar uma canção mais otimista, após sua estreia com a música “Sweet But Psycho” se tornar um dos grandes hits de 2019. Descrito como um cativante e inspirador single de autoaceitação, Max voltou aos seus tempos de escola para compor parte da letra: “Você já se sentiu desajustado?, tudo em você é sombrio e distorcido, está tudo bem ser diferente, porque eu também sou”. Ouça a faixa:

“No Tears Left To Cry”

Após o atentado ocorrido durante o seu show, em Manchester, o qual matou 23 pessoas e feriu mais de 500, Ariana Grande decidiu lançar uma música, em que nela fala sobre sua superação diante do acontecimento. “Agora estou em um estado de espirito, no qual eu quero estar o tempo todo, não me restam mais lágrimas para chorar, então estou correndo atrás, amando, vivendo, recolhendo os pedaços”, entoa a artista durante o refrão. Ouça a faixa:

“AmarElo”

A parceria de Emicida com Majur e Pabllo Vittar, foi uma das grandes surpresas do ano passado. O rapper promoveu dois artistas LGBTQ+, no universo do rap, algo que não é tão comum, mas o objetivo não era vender, a causa era nobre, eles se uniram para alertar sobre questões de depressão e suicídio. A música contém o sample de “Sujeito de Sorte”, de Belchior. Pabllo e Majur entregaram vocais genuínos, e Emicida mostrou seu talento na rima, três artistas que representam minorias. Ouça a faixa:

“Dona de Mim”

Depois emplacar os hits “Pesadão” e “Ginga”, Iza decidiu abortar o tema “autoconfiança”, na canção que deu nome ao seu álbum de estreia, dita como a preferida da artista no disco. Ela narra como a cantora após percorrer um caminho de incertezas, conseguiu dar a volta por cima, guiada tanto pela sua fé, como nela própria. A música hoje é usada como um hino de resistência, pela letra encorajadora. Ouça a faixa:

“Gloriosa”

A drag queen Gloria Groove, havia acabado de lançar seu álbum de estreia, intitulado “O Proceder”, mas nem isso a blindou de receber ataques, ela revelou na época que decidiu lançar a faixa para inspirar outras pessoas, tanto as que passaram por homofobia, como dragfobia. Na canção ela exalta a chamada “montação”, processo onde as drags já estão caracterizadas. Ouça a faixa: