Ryan Murphy, criador de "AHS" e "Glee", assina contrato de exclusividade com a Netflix

Depois de nossa amada Shonda Rhimes, a Netflix acaba de se apropriar de mais um escritor e produtor muito querido na televisão americana. Ryan Murphy, que já coleciona Emmys, Globos de Ouro e diversos outros prêmios assinou hoje um contrato de cinco anos para exclusividade com a plataforma.

Anteriormente, a brilhante mente responsável por “911”, “The New Normal”, “Glee”, a icônica antologia “American Horror Story” ou até mesmo a recente e renomada “American Crime Story”, tinha contrato firmado com a 20th Century Fox, criando conteúdo para a Fox e FX mas, as conversas tomaram outros rumos após a aquisição da maior parte dos Estúdios Fox pela Disney Company.

Ted Sarandos, Diretor de conteúdo do serviço de streaming disse no comunicado oficial que Murphy é responsável por “influenciar o estilo de cultura global, reinventar gêneros e mudar o curso da televisão”:

“Sua dedicação implacável pela excelência e para dar voz aos sub-representados, para mostrar uma perspectiva única ou apenas para chocar o inferno fora de nós, impregna seu trabalho de quebra de gênero. De “Nip/Tuck” – nossa primeira série licenciada – para “American Crime Story: The People v. OJ Simpson” e “American Horror Story”, vimos como sua marca de narrativa cativa consumidores e críticas em todo o mundo. O seu célebre trabalho e suas contribuições para a nossa indústria falam por si mesmos, e estamos ansiosos para apoiar Ryan em trazer suas histórias amplas e diversas para o mundo “.

De acordo com o New York Times, o valor final do contrato ultrapassa os 300 milhões de dólares e tem início no dia 1º de julho desse ano, logo após o término contratual com a Fox. Murphy disse em seu comunicado que não vai desistir da sua situação atual e provavelmente, suas produções:

“Eu sou um garoto gay de Indiana que se mudou para Hollywood em 1989 com US$ 55 dólares no bolso, então o fato de que meus sonhos cristalizaram e se tornaram realidade de uma maneira tão importante é emocionante e esmagadora para mim. Estou ansioso pela apreciação genuína de Ted Sarandos, Reed Hastings e Cindy Holland na Netflix, e principalmente por acreditarem em mim e no futuro da minha empresa, que continuará a defender mulheres, minorias e heróis e heroínas LGBTQ, e estou honrado e grato por continuar minha parceria com meus amigos e colegas da Fox em nossos shows existentes “.