Rolling Stone diverge da Billboard e diz que o "Lover" vendeu 990 mil cópias em sua primeira semana

Taylor Swift lançou seu aguardado sétimo álbum de estúdio, “Lover”, no último dia 23 de agosto. Encerrada a primeira semana de vendas, a Billboard divulgou o desempenho do disco em sua tradicional lista semanal dos álbuns mais comercializados da semana, a Billboard 200, com expressivo resultado para a intérprete de “You Need To Calm Down”.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/taylor-swift-coloca-todas-as-musicas-do-lover-na-hot-100-e-quebra-recorde-de-billie-eilish/

Nas contagens da publicação, foram 867 mil unidades comercializadas, um feito e tanto. Os números representam o maior debute desde o “Reputation”, lançado em 2017 pela própria Taylor, e representou 27% das vendas da semana em território norte-americano.

Mas parece que o que já era bom, pode ficar ainda melhor. Segundo o recém criado chart da Rolling Stone, o debute do “Lover”, seria, na verdade, de mais de 991 mil unidades, o que representa uma diferença de 125 mil unidades entre as duas publicações.

Segundo a RS, só em vendas puras foram 37 mil unidades a mais. 716 mil contra as 679 da Billboard. Nenhuma publicação se manifestou até o momento, e não se sabe qual valor é o mais próximo da realidade. Mais informações deverão ser divulgadas nos próximos dias.

 

http://5jc.0a9.myftpupload.com/bbc-radio-1-libera-performance-em-video-da-participacao-de-taylor-swift-no-live-lounge-assista/