REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira

Que semana surpreendente foi essa, né? Eu achando que teríamos lançamentos mornos no mundo pop e quase todos me agradaram bastante. É aquilo, toda semana eu calando a boca e não aprendendo. Entre decepções e aclamações, Ed Sheeran se consagrou como o melhor lançamento da semana, com seu single “Shivers”.

Chlöe mostrou que está pronta para bombar sozinha ou ao lado da irmã, Halle. Já Lisa seguiu o caminho contrário e nos mostrou que em time que está ganhando não se mexe, ou seja, foco no BLACKPINK que é sucesso. Lana Del Rey e Kacey Musgraves também lançaram seus novos trabalhos, com destaque para o álbum da vencedora do Grammy.

>>> REVIEW: fazendo o underground se tornar pop, Lady Gaga mistura ritmos e surpreende com “Dawn Of Chromatica”

Ed Sheeran – Shivers

Seguindo a ótima fórmula usada em “Bad Rabits”, Ed Sheeran entrega mais um ótimo single na era “=“. O lead single do projeto já se tornou um dos meus lançamentos favoritos do ano e “Shivers” chegou para mostrar que não estou errado em estar animado para o álbum.

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira
Expectativa aumento mais ainda após o lançamento dessa faixa (Imagem: Reprodução/YouTube)

Eu sempre acabo enjoando rápido das suas músicas, mas acredito que não será o caso nessa era. O pré refrão prepara a experiência para a explosão viciante que acontece no incrível refrão da faixa. A composição está maravilhosa, fazendo um trabalho perfeito junto da produção, tornando “Shivers” uma música bem chiclete e contagiante, com direito a “palminhas” na ponte.

>>> Mais madura e mostrando evolução, Halsey entrega seu maior projeto da carreira; confira o review

Chlöe – Have Mercy

A estreia solo da Chlöe já era um sucesso antes mesmo de ser lançada. A gente sabe que a cantora tem um grande potencial de se tornar uma das maiores artistas da geração atual e “Have Mercy” nos mostrou que não estamos errados em pensar dessa forma. Seguindo os passos de sua madrinha, Beyoncé, a cantora ainda entregou um videoclipe im-pe-cá-vel para a faixa.

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira
Eu ainda não superei essa capa! Coloquei aqui só para enaltecer mais sua beleza (Imagem: Reprodução/Divulgação)

Bem diferente do que estamos acostumados a ver nos trabalhos do duo Chloe X Halle, aqui a artista está mais sensual e poderosa, em um single com um grande trunfo, seu refrão chiclete. Já percebemos que ele agradou a galera, tanto que se tornou viral no TikTok antes mesmo do seu lançamento. E não é para menos, seus versos ficam em loop na cabeça. Vale destacar também seus raps, provando que tem tudo o que é necessário para se tornar uma nova A-list.

>>> #ChegayNoPFBR: de “The Path” à “Oceanic Feeling”, confira o review faixa a faixa do “Solar Power”

LISA – LALISA

Lisa é uma das integrantes do BLACKPINK que eu mais curto e estava bem animado para seu solo. Infelizmente, diferente de suas colegas de grupo, seu single-album é fraco e sua música de trabalho foi ofuscada pela b-side.

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira
Eu queria tanto essa foto como capa do single-album… (Imagem: Reprodução/Divulgação)

LALISA” tem um ótimo verso de rap, forte da artista, mas tem um refrão que prende na cabeça de uma forma negativa. A grande repetição do seu nome acaba ficando enjoativa e irritante, tornando toda a experiência com o single frustrante. Já a faixa “MONEY” é um pouco melhor, trazendo um som que remete mais a artista e um ótimo pré refrão. Mesmo assim, a b-side não é tão forte e todo o single-album passa despercebido entre os lançamentos dessa semana.

>>> #ChegayNoPFBR: o grande retorno de Lizzo e a despedida triunfal de Iggy Azalea; confira nossas impressões

Kacey Musgraves – star-crossed

Não sou a pessoa que mais acompanha a carreira da Kacey Musgraves, mas estava animado para o “star-crossed” depois do ótimo single “justified“. Confesso que o disco chegou na melhor hora, com sua vibe relaxadora – sonoramente falando – melhorou meu dia com suas melodias e ainda me acalmou. Embora não seja um grande destaque entre os lançamentos do ano, a artista entregou um ótimo trabalho e, com certeza, será reproduzido mais vezes no meu Spotify.

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira
Kacey Musgraves abriu seu coração e se inspirou em um término de relacionamento para construir o “star-crossed” (Imagem: Reprodução)

Com exceção da primeira música, justamente a faixa-título, e a última, “gracias a la vida“, todas as outras me agradaram. Vale destacar “simple times“, com sua pegada country, o que me fez viajar e “breadwinner“, que lembra muito alguns trabalhos da Zara Larsson, até na voz, e isso é algo positivo demais já que a sueca é incrível em tudo o que faz.

>>> #ChegayNoPFBR: de “Getting Older” à “Male Fantasy”, confira nosso faixa a faixa do “Happier Than Ever”

Lana Del Rey – Arcadia

Até agora eu não perdoei a Lana Del Rey por finalizar a impecável era “Chemtrails Over The Country Club” logo após seu início. Mas, como não posso viver no passado, vamos se preparar para a era “Arcadia” que, finalmente recebeu um single bom. Diferente das outras três músicas lançadas, essa é interessante e possui uma ótima melodia.

REVIEW: Chlöe e LISA apostam em singles solo e resultados são opostos; confira
Minha animação para o novo álbum da Lana Del Rey está igual sua cara (Imagem: Divulgação/Reprodução)

Não gosto de comparar trabalhos, mas “Arcadia” acaba sendo um single bem fraco perto de outros trabalhos lançados pela cantora. Nem precisamos ir até o início da carreira. Nos dois últimos álbuns de Del Rey, pelo menos um single era realmente bom e te animava para o futuro projeto, como “Venice Bitch” e “Chemtrails Over The Country Club”. Não estou com a expectativa muito alta para seu novo álbum, mas espero me surpreender muito com o mesmo.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<