Rapper 6ix9ine é processado por mulher que foi atingida em tiroteio

Após garantir sua liberdade, Tekashi 6ix9ine está sendo processado por mulher que alega ter sido atingida por uma bala perdida em tiroteio ordenado pelo rapper, em 2018, no Brooklyn, onde supostos membros da gangue Nine Trey Bloods, responsáveis por terem sequestrado 6ix9ine, estavam na rua gravando um videoclipe . A mulher relatou que foi atingida no pé e machucou o joelho ao ter uma queda após ser baleada, arruinando seus objetivo de entrar para a academia da polícia.

No processo, ela alegou que precisou de tratamento físico e mental, além de ter que passar por uma cirurgia. Acrescentou também que foi forçada a deixar o emprego por conta da lesão. A mulher exige que 6ix9ine de pague suas contas médicas, faça um pedido público de desculpas e pague cerca de US$ 150 milhões.

O rapper já havia sido sentenciado a 24 meses de prisão no ano passado e foi liberado por ser considerado um “modelo de detento” pelos federais. O rapper já recebeu nove acusações incluindo conspiração para assassinato, assalto à mão armada, extorsão e posse ilegal de armas