Produtor de "This is Us" revela que estamos muito perto de saber sobre o fim de Jack

 Isaac Aptaker, produtor executivo de “This is Us” revelou em entrevista recente para a Entertainment Weekly, que estamos realmente muito perto de finalmente saber mais sobre a fatídica morte de Jack Pearson, fato que é de suma importância em toda a história e que já faz parte da curiosidade do público desde a estreia da série.

Quando questionado sobre o final chocante do episódio “Clooney”, exibido nesta terça feira nos Estados Unidos, Aptaker disse que os roteiristas estão tentando preparar o público, de uma maneira que ilustra o fato de que existia muita coisa na vida de Jack nessa época:

“têm tanta coisa que eles estão lidando, fica fácil cometer um simples erro. Claro, Olhando para trás, todos sabemos aonde isso nos leva, mas a vida é muito agitada, ‘às vezes você se esquece de comprar baterias.'”

Na entrevista, o portal americano lembrou Aptaker sobre a fala de Dan Fogelman, criador da série, que afirmou antes da estreia do segundo ano que o público não teria que esperar até o fim da temporada para saber:

“Sem dar exatamente o episódio em que veremos a morte, estamos muito perto. Mas não estou forçando nenhuma data, isso não é como “ah, vai acontecer no próximo episódio”, e todos estarão à postos no Twitter nos amaldiçoando. Vocês estão assistindo aos eventos que levam à morte prematura desse homem.”

“This is Us” é o novo grande sucesso da NBC e foi a melhor estreias da TV aberta no ano passado, com mais de 10 milhões de espectadores nos Estados Unido, sendo o melhor lançamento do canal. O drama familiar conta a história de 3 pessoas que fazem aniversário no mesmo dia, mas dividem muito além disso. A novidade é um fenômeno de público e de crítica, e já levou para casa o “TCA Awards” como “Melhor Estreia” de 2017, o “People’s Choice Awards” como “Melhor Lançamento em Drama” em 2017, além de 4 estatuetas para Sterlinig K. Brown, que levou o “Melhor Ator Coadjuvante” no “Emmy”, no “NAACP Image Awards”, no “Globo de Ouro” e no “Critics Choice Awards”.