'PREFIRO A MORTE' diz Cara Delevingne sobre alguns papéis. Leia mais:

Cara Delevingne disse que não aceitou nenhum tipo de papel clichê quando voltou a atuar depois de ter dado inicio a carreira como modelo.

Delevingne teve suas primeiras tentativas de se tornar atriz ainda adolescente, mas admite que a sua segunda carreira como modelo pode tê-la prejudicado:

“A primeira vez que fiz a Fashion Week eu pensei ‘Certo, eu posso desistir de ser atriz porque eu tô ferrada’. E assim que me tornei modelo, me convidaram para papéis clichês como a loira burra que morre rapidamente, ou a namorada sexy. Eu preferia morrer do que interpretar algo do tipo. ”

“Eu estava pronta para desistir. Ou não desistir, mas dar uma pausa. Quando finalmente consegui um teste para um papel sério, chorei ao telefone, eu estava tão feliz. E era apenas um teste, e não um filme.”

Cara Delevingne attends the Elle Style Awards 2015 at Sky Garden @ The Walkie Talkie Tower

“Todos filmes que fiz eu tive que lutar por linhas e pontos de vista. Normalmente é um diretor masculino, produtores masculinos. São muitos pontos de vista masculinos. Então eu falava alto e dizia ‘Meninas não fazem isso’ ou ‘Isso não é algo que uma menina falaria em tal situação’. É como um homem percebe a mulher e não é certo e isso me irrita.”

 

Delevingne já atuou em filmes como Anna Karenina e The Face of an Angel e também estrelará Cidades papel e Esquadrão Suicida.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets