Polêmicas de traição no #LEMONADE foram estratégias de marketing de Jay-Z e Beyoncé, diz site

O novo álbum de Beyoncé já está a mais de 48 horas na internet. Os fãs estão ouvindo e interpretando cada camada do CD denso e cheio de ganchos emocionais e políticos. Uma das primeiras polêmicas de #LEMONADE foi o direcionamento de uma das faixas do disco para uma suposta traição de Jay-Z.

Em “Sorry”, Beyoncé cita uma “Becky do cabelo bom”, que seria o pivô de um conflito no relacionamento de um dos casais mais poderosos da música. Alguns nomes já foram especulados pela mídia, como Rachel Roy e Rita Ora. Ambas desmentiram os boatos. Agora uma fonte próxima contou em entrevista ao Page Six o que realmente o álbum quer transmitir ao público, ainda afirmando que essa “confusão” foi proposital como uma estratégia de marketing para o material vender mais cópias.

“Eles criam essas histórias para vender álbuns. #LEMONADE é um filme criado para impulsionar vendas”, disse a fonte. “Jay-Z e Beyoncé são grandes entertainers e estão no topo do jogo. Você acha mesmo que Jay-Z iria permitir Beyoncé lançar algo em sua plataforma TIDAL manchando sua imagem? Ele está 100% por trás dessa estratégia com sua esposa”, completou.

“Eles são mestres de marketing, profissionais aptos para fazer isso. Quanto mais atenção, mais eles vendem. Tudo sobre especulação na imprensa é o que eles precisam, atenção, vendas. O LEMONADE é mais profundo que apenas traição, mas esse é o foco. Eles querem que as pessoas falem, mas ao mesmo tempo não dão a mínima”.

A fonte ainda disse que a tal “Becky” não seria uma pessoa específica, mais sim uma combinação de mulheres que segundo rumores teriam relações com o magnata durante e antes do casamento com Beyoncé.

“Eu acho que Beyoncé não está falando sobre uma menina em específico. São muitas. Os rumores circularam ao longo dos anos”, disse a fonte.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets