Pela primeira vez na história, dois negros LGBTQ+ estão ao mesmo tempo no top 10 da Hot 100

Representatividade é tudo e, felizmente, o preconceito na música vem diminuindo gradativamente e isso nos proporciona vários artistas diversificados se dando bem nos topos das paradas.

Esse preconceito é ainda maior no meio hip-hop/rap, que é majoritariamente dominada por homens héteros. E não é que nessa semana temos uma surra de representatividade nas mais altas posições da Billboard Hot 100, a parada de singles mais importante do mundo?

Além de Lil Nas X, recém-assumido homossexual, reinando pela 14ª semana consecutiva na liderança do chart com “Old Town Road”, temos Lizzo, que finalmente subiu ao top 10 com o sleeper hit “Truth Hurts”.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/old-town-road-e-apenas-a-10a-musica-a-passar-pelo-menos-14-semanas-liderando-a-hot-100/

Além de representarem a comunidade LGBTQ+ eles também são negros e tem como predominante o gênero hip-hop/rap em suas canções. Pela primeira vez em mais de 60 anos de história da Hot 100, uma coisa assim acontece.

Você tem ideia da importância que isso representa? Esperamos muito que isso não seja uma exceção e possamos ver mais paradigmas sendo quebrados na música e em todas as áreas nesses próximos e anos que virão.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/iconica-confira-reacao-da-lizzo-ao-descobrir-que-truth-hurts-conseguiu-top-10-na-hot-100/