patroas

“Patroas”: entenda a polêmica que ocasionou a troca do título dos álbuns de Maiara e Maraisa junto de Marília Mendonça

Noticiamos mais cedo que Maiara e Maraisa tiveram que alterar o título do álbum em conjunto com Marília Mendonça por conta de um processo na justiça e muitos ficaram sem entender a história completa, então viemos esclarecer.

Daisy Soares, cantora baiana de 39 anos, entrou na justiça pedindo o reconhecimento da marca “A Patroa” – tanto no singular quanto no plural – nome de sua banda e título pelo qual é reconhecida há anos em sua carreira. Ao G1, ela alega que foi prejudicada pelo lançamento das cantoras sertanejas, já que ao buscar por “patroa” nas plataformas de streaming, são as três que aparecem primeiro. “Olha só o dano que isso está me causando“, desabafou Daisy. A cantora também alega que a logo do projeto “As Patroas” é uma cópia do de sua banda. Tanto a grafia quanto a cor são bem parecidas.

>>> Após decisão judicial, Maiara e Maraisa alteram nome de álbum conjunto com Marília Mendonça

Grafia e cor usadas por Maiara e Maraísa, e Marília são parecidas com modelo original da marca — Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

>>> CPI do Sertanejo: Marília Mendonça, em 2019, reclamou das autoridades não aceitarem seus shows gratuitos em diversas cidades

A baiana conta que participou de uma videochamada com Marília, Maiara e Maraisa, no dia 28 de outubro de 2021, e que a interprete de “Supera” entendeu seu lado e concordou que a marca deveria permanecer com Daisy. Antes desse acontecimento, um empresário do escritório que administra a carreira das sertanejas tentou registrar a marca “As Patroas”, mas foi indeferido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, já que não é possível registrar um nome e usá-lo no mesmo segmento. “Não tenho nada contra elas. O empresário que não respeitou e utilizou minha marca de maneira indevida, sem meu consentimento“, esclareceu Daisy ao G1.

No dia 8 de junho, foi proferida a decisão do juiz substituto Argemiro de Azevedo Dutra, na 2ª Vara Empresarial de Salvador, proibindo Maiara e Maraisa, além de seu escritório, de utilizaram e marca “As Patroas”, em qualquer produto comercializado e em publicidades. Com isso, Daisy Soares é reconhecida como a proprietária da marca e, no caso de descumprimento da decisão, a multa é de R$ 100 mil.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets