Para protestar contra leis antiaborto, Ariana Grande doa lucro de show para organização de saúde reprodutiva

Parece que o show de Ariana Grande em Atlanta (Georgia, EUA), realizado no último dia 8, continuará sendo noticiado ao redor do mundo por mais alguns dias.

Após lamentar protesto anti-LGBTQ+ promovido do lado de fora do espetáculo da “Sweetener World Tour”, a cantora decidiu doar todo o lucro arrecadado com a apresentação para a organização Planned Parenthood, responsável por fornecer cuidados de saúde reprodutiva em todo o mundo.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/em-homenagem-a-mae-ariana-grande-canta-tattooed-heart-e-piano-na-sweetener-world-tour-veja-o-video/

Segundo informações da revista People, a doação de Grande está estimada em 250 mil doláres, algo próximo de R$1 milhão. A ação está sendo vista como forma de protesto, já que está sendo concretizada em meio a uma onda de leis anti-aborto nos Estados Unidos, incluindo o estado da Georgia.

Segundo a presidente do fundo de ações da Planned Parenthood, Leana Wen, a doação de Ariana chegou em um momento crítico:

“Isso não é algo que os estadunidenses querem ou uma atitude que eles defenderão. Nós a agradecemos pelo apoio inspirador, para que possamos combater – nos tribunais, no Congresso e nas ruas – os riscos que ameaçam a saúde e a vida das pessoas. Somos gratos a ela pelo compromisso de longa data no apoio aos direitos das mulheres e por se manter ao nosso lado para defender o acesso aos cuidados de saúde reprodutiva. Nós não vamos parar de lutar, custe o que custar.”

No passado, a intérprete de “7 rings” já havia abordado seu apoio à organização e à comunidade LGBTQ+. Em fevereiro, ela rebateu críticas por ser headliner do Manchester Pride Festival, a ser realizado em agosto: “A comunidade LGBTQ+ tem sido muito especial e apoiadora ao longo de toda a minha carreira. A relação que tenho com minha família, meus fãs e amigos LGBTQ+ me fazem muito feliz. Quero celebrá-la e apoiá-la, independentemente de quem sou ou de como as pessoas me rotulam”.

Você aprova o posicionamento de Ariana Grande?