Nicki Minaj revela que Ken Ehrlich, produtor executivo do Grammy, queria cancelar sua performance

Nicki Minaj revela que Ken Ehrlich, produtor executivo do Grammy, queria cancelar sua performance

Infelizmente, quando Nicki Minaj tentava alertar o mundo sobre o boicote que ela estava vivenciando por parte da academia do Grammy, ninguém deu atenção e ainda houve aqueles que a julgaram. Alguns anos se passaram e a rapper voltou a falar do seu boicote com maiores detalhes.

    E foi durante uma entrevista para rádio que a cantora revelou que o produtor executivo, Ken Ehrlich, entrou em seu camarim minutos antes da artista subir ao palco do Grammy Awards de 2012 para dizer que sua apresentação deveria ser cancelada.

    No entanto, Nicki se impôs e seguiu com os planos da performance pois não queria decepcionar seus fãs, mas isso lhe custou muito caro. Além das críticas recebidas pela igreja, o produtor entrou em contato com a equipe dizendo para que dessem um jeito já que ele não queria sua marca envolvida em nenhum escândalo.

    Contudo, A cantora ainda explica o real motivo de nenhuma das suas músicas terem ganhado uma estatueta.

    “É porque uma pequena garota negra pensou que podia ir contra um poderoso homem branco”.

    Em 2015, Ken revelou que sentia grande decepção com relação a performance apresentada com temática religiosa com direito a um padre no palco.

    “Não tenho orgulho do fizemos com Nicki Minaj há três anos. Eu acho que foi uma decepção, tanto em termos do que fizemos, quanto do que ela fez”.

    Nicki contou que se sentiu muito coagida diante de tal atitude e que ficou por muito tempo sem coragem de dizer sobre o caso, mas que hoje já não vê diferença pois não enxerga o prêmio como uma necessidade.

    >>> Curta o PFBR no Facebook

    Siga o PFBR no Twitter <<<